Posted on

VAMOS FALAR DO POMPOARISMO

(é um artigo longo, porém de um benefício enorme)

Como funciona o pompoarismo e como ele pode mudar sua vida sexual!

Estou vendo cada vez mais mulheres curiosas sobre como funciona o pompoarismo, mas ainda com muitas dúvidas e até preconceito à respeito dessa prática tão importante para nosso corpo e para a nossa satisfação sexual.
Se você quer deixar todas essas desculpas de lado e cuidar de você e da sua autoestima, precisa ler este conteúdo que preparei com dicas para colocar em prática hoje mesmo e ser uma pompoarista de primeira. Boa leitura!

Neste artigo, vou falar sobre alguns temas que são importantes para que você entenda o pompoarismo como um todo e veja esta prática de uma nova forma.

Após a leitura do meu texto, espero que você se sinta mais segura para conhecer seu próprio corpo e para começar a praticar ginástica íntima, buscando sua realização como mulher.

POMPOARISMO também conhecido como ginástica íntima ou Exercícios de Kegel, é uma técnica de contração e relaxamento do canal vaginal que proporciona vários benefícios para a saúde da mulher e para a sexualidade feminina. Os músculos exercitados são os do assoalho pélvico, que sustentam alguns órgãos internos do baixo ventre, como a bexiga, a uretra, o útero e o reto.
O canal vaginal, portanto, é um músculo e, como qualquer outro músculo do nosso corpo, tem o fluxo sanguíneo estimulado no local quando exercitado. A ginástica íntima funciona assim: você contrai e relaxa o músculo do canal vaginal em movimentos repetidos por um tempo determinado. Com a prática regular da ginástica íntima, a mulher adquire força na musculatura do assoalho pélvico para realizar movimentos precisos.
A combinação de fluxo sanguíneo aumentado e da força muscular na região torna os orgasmos mais intensos e a mulher mais excitada, além, é claro, dos diversos benefícios para a saúde.

Eu recomendo a prática do pompoarismo para todas as mulheres, desde o início da vida sexual até após a menopausa. Como praticante desta técnica, vi melhorias importantes na minha saúde e, principalmente, na minha sexualidade. Minha vida mudou com o pompoarismo, você está pronta para mudar a sua?
Por que é importante praticar ginástica íntima?

Se ainda não está convencida sobre a importância em saber como fazer pompoarismo, separei abaixo uma lista de benefícios que esta prática traz para a sua saúde e para a sua vida sexual. Leia com atenção, tenho certeza de que irá descobrir que a ginástica íntima pode melhorar muito seu dia a dia:

– Facilidade em atingir o orgasmo, pelo maior domínio da musculatura vaginal;
– Maior potencial de oferecer prazer ao parceiro durante o sexo, pois a penetração passa ser muito mais do que um “entra e sai”;
– Melhora na lubrificação vaginal, auxiliando a penetração;
– Auxílio no pré-parto, para que você consiga fazer a força certa e na hora certa;
– Reforço da musculatura íntima, prevenindo a flacidez vaginal;
– Diminuição dos sintomas da menopausa;
– Alívio das cólicas vaginais;
– Prevenção das infecções vaginais e urinárias, pelo aumento do fluxo sanguíneo na região;
– Melhoria do funcionamento do intestino;
– Elevação da autoestima.

Pompoarismo não traz apenas benefícios para a nossa saúde ou para nossa vida sexual, é uma verdadeira transformação na nossa autoestima!

Benefícios sexuais do pompoarismo

Vencer problemas para alcançar o orgasmo

É muito comum as mulheres terem dificuldade para alcançar o orgasmo. Esse transtorno também é chamado de anorgasmia. Segundo pesquisadores do ProSex, instituição de pesquisas sexuais da USP, mais de 26% das brasileiras não conseguem alcançar o clímax.

Na maior parte das vezes, isso ocorre falta de conhecimento do próprio corpo. Existem também aquelas que apresentam fatores psicológicos interferindo diretamente no desempenho sexual. Diante disso, a ginástica íntima entra em ação para trabalhar as terminações nervosas, fazendo o que chamamos de exercícios do assoalho pélvico.

Isso significa que a mulher assume controle de sua área genital, contraindo quando quiser a musculatura, aumentando a fricção entre os órgãos feminino e masculino e, consequentemente, ampliando o prazer para o casal. Para curtir ainda mais, basta unir com uma massagem erótica e outras formas de apimentar a relação e pronto!

Os movimentos do pompoarismo trazem benefícios para que a mulher sinta mais prazer durante a relação sexual. Ao controlar sua musculatura, ela se sente mais segura, pois sabe que também está aumentando o prazer do seu parceiro. Com isso, ela também consegue vencer obstáculos — soltando-se mais na cama — e faz com que o orgasmo seja mais facilmente alcançado.

O primeiro passo é sempre identificar se existe alguma barreira em seu organismo ou pensamento. Buscar conhecer a si mesma e ao seu companheiro, entender os desejos de cada um e desenvolver formas para atingir o máximo de prazer possível em cada momento! Depois, basta aprender as técnicas para fortalecer os músculos da área genital e aprimorar essas formas de alcançar o orgasmo, sozinha ou acompanhada!

Aumentar o prazer e não sentir dor durante o sexo

O ato sexual pode causar dor? Muitas mulheres dizem que sim. No Brasil, são mais de 17% informando sobre sensações dolorosas na relação. Considerando que há muito tabu envolvendo o assunto, o número real deve ser bem maior. Além disso, entre as mulheres que não chegam ao clímax, 74,3% contam que a dor impede de alcançar o orgasmo durante o sexo.

Há duas possíveis causas para a dor da mulher nesses casos. A Dispareunia, que ocorre na área genital durante o sexo ou em outros momentos. Ela pode estar associada a falta de lubrificação e outros fatores. E o Vaginismo, que consiste na contração involuntária da musculatura, deixando a região tensa e causando dor na hora da penetração, principalmente.

Esses problemas podem ser ocasionados por disfunções fisiológicas. Mas, em maior parte, são de origem psicológica. A mulher, por vergonha, medo, traumas ou estresse, “trava” o músculo na hora da relação e não consegue ser penetrada.

Um dos benefícios sexuais do pompoarismo é conseguir ter contrações voluntárias. Com isso, a mulher assume controle sobre seu músculo e deixa de travá-lo inconscientemente. Além disso, como os movimentos são prazerosos e podem ser iniciados até mesmo antes de começar o sexo — durante o jantar ou a sessão de cinema, por exemplo, e até enquanto estiver fazendo sexo oral nele — a mulher estará mais relaxada e lubrificada, o que certamente evitará qualquer problema que cause a dor.

Os movimentos do pompoarismo auxiliam a mulher a ter controle de suas contrações para, dessa forma, não desenvolver a tensão, que tanto atrapalha. Com isso, ela aumenta sua sensação de prazer e evita tensões que possam ocasionar dor. Unir isso a bom humor, palavras picantes, posições do Kama Sutra e outras coisas mais, com certeza, tornará o sexo ainda melhor!
Ter orgasmos múltiplos e mais intensos

Mais um dos benefícios sexuais do pompoarismo: intensificar o orgasmo feminino e levar ao clímax, mais vezes e em menos tempo. Esse é o famoso estado de orgasmos múltiplos, muitas vezes não falado por vergonha ou tabu.

Fato é que a mulher está mais propensa a sentir esse tipo de prazer que o homem, ainda que muitos deles já tenham relatado conseguir alcançar diversos orgasmos sem intervalo entre um e outro, com e sem ejaculação. Contudo, é no universo feminino que tudo fica mais fácil — inclusive para proporcionar esse momento para ele também.

Para conseguir isso, é preciso conhecer mais ainda o próprio corpo e ter controle sobre a área pélvica. Por exemplo, você pode aprender e ensinar seu parceiro a estimular o clitóris, o que vai ajudar bastante. Além disso, os movimentos do pompoarismo, nesse sentido, servem não apenas para contrair, mas para relaxar a região logo após o primeiro orgasmo, por exemplo, fazendo com possa ser novamente estimulada e, assim, conseguir ter outros orgasmos em seguida.

Outro fator que proporciona os orgasmos múltiplos é estar muito excitada, uma vez que houve ótimas preliminares e uma relação sexual bombástica usando as técnicas da ginástica íntima. Tudo isso eleva o prazer feminino, ampliando as chances de se ter mais de um clímax em uma só tacada.

Agora, imagine alcançar um prazer intenso e orgasmos múltiplos para você e seu parceiro? Aproveite os benefícios sexuais do pompoarismo para elevar a excitação e trazer a chance de diversos orgasmos, um após o outro.

Retardar a ejaculação do parceiro com movimentos do pompoarismo

Muito se fala em retardar a ejaculação quanto ela é precoce. Porém, é possível prolongar o prazer tanto nosso quanto do parceiro ao manter a ereção por mais tempo. E isso acontece quando usamos as técnicas da ginástica íntima a nosso favor.

Os movimentos do pompoarismo trazem maior força à musculatura da vagina e do períneo. Assim, é possível, além de aumentar a fricção, fazer um “anel” na base do pênis. Esse tipo de pressão retarda a ejaculação masculina, proporcionando mais prazer e, além disso, aumentando a sensação durante o orgasmo dele — e o nosso.

Imagine a situação: quando ele estiver prestes a gozar, você relaxa a musculatura e pede para ele parar os movimentos. Depois, reinicia-se o processo e você consegue comprimir a base do pênis. Com isso, ele vai demorar mais e ambos poderão aproveitar todos esses momentos do ato sexual. Além disso, com o aumento da excitação, o orgasmo costuma ser bem mais intenso. Ou seja: há benefícios sexuais do pompoarismo tanto para a mulher quanto para o homem.

Vale dizer que a conversa e a troca de informações em um relacionamento saudável também contribuem muito para que tudo fique perfeito. Unir o pompoarismo ao diálogo, principalmente em casos em que o homem tenha ejaculação precoce, poderá melhorar o bem-estar e a vida sexual do casal. Ele poderá inclusive entender melhor como funciona o próprio corpo e o seu, ampliando o prazer em todos os sentidos.

Fazer exercícios de pompoarismo diariamente fortalece a musculatura da mulher. Com isso, ela pode exercer pressão na base do pênis de seu parceiro, retardando a ejaculação e levando o sexo a um outro patamar de prazer.
Quanto mais falarmos sobre os benefícios sexuais do pompoarismo, melhor será o sexo. E não apenas o ato em si, mas nós mulheres temos diversas outras vantagens com a prática da ginástica íntima, como:

vencer o pudor e a timidez;
elevar a autoestima;
melhorar o relacionamento;
aumentar o nível de substâncias em nosso organismo que geram bem-estar, como a serotonina;
e muitos outros benefícios para a saúde.
E por falar em saúde, fique ligada aqui no blog porque será o nosso próximo post, viu? Abordaremos os benefícios do pompoarismo especificamente para o bem-estar, indicando como ele traz vantagens para o corpo, a psique e o nosso emocional.

Movimentos do pompoarismo: aprenda tudo o que você pode fazer!

Pronta para aprender tudo sobre os movimentos do pompoarismo? Se você faz exercícios na academia, deve estar familiarizada com termos como flexão, agachamento, rosca direta, remada simples, entre outros, certo? Essa é a lógica de cada modalidade de exercício: ter movimentos próprios e que trabalham locais, musculaturas e funções específicas do nosso corpo. No pompoarismo, isso não é diferente!

Quem acha que a ginástica íntima se limita apenas à contração do canal da vagina, está muito enganado e, acreditar nisso seria o mesmo que ir para a academia e só fazer esteira, mas esperar que toda a musculatura do corpo fique definida e tonificada.
É claro que, assim como a esteira na academia, a contração é de extrema importância no fortalecimento da musculatura da vagina, mas essa não é a única série de movimentos do pompoarismo para ser praticada.

Ficou curiosa e com uma pulga atrás da orelha para descobrir o que a musculatura vaginal é capaz? Então vamos falar sobre quais são os outros movimentos do pompoarismo para conseguir alcançar os benefícios da ginástica íntima abordando os seguintes tópicos:

– Pomparismo com ou sem acessórios?
– Os principais movimentos do pompoarismo
– Qual a frequência ideal para os exercícios

A ideia é que você descubra possibilidades e movimentos do pompoarismo que não imagina ser capaz de realizar, mas que vão fazer toda a diferença na sua autoestima, desempenho e prazer na cama.

Pompoarismo com ou sem acessórios?

Se você é nova na prática, ou ainda está pensando em se tornar adepta das maravilhas que a ginástica íntima pode proporcionar, é comum surgir a dúvida sobre fazer os exercícios do pompoarismo com ou sem os acessórios. Eu costumo dizer que uma prática não impede a outra, e ambas são importantes para atingir os resultados desejados.

A questão é que, o pompoarismo sem acessórios acaba sendo mais lento nos resultados obtidos, mas fazem parte de uma fase importante, principalmente quando a mulher está começando a se interessar pela ginástica íntima.

Para você entender melhor, eu gosto sempre de fazer a comparação com a musculação, que é uma atividade comum no dia a dia de quem se preocupa com a saúde e o corpo. Quando o professor indica exercícios que usam o próprio corpo, os resultados são mais lentos, porque exigem menos esforço do que as séries com cargas e pesos, que vão aumentando conforme o tempo, certo?
Na ginástica íntima, essa lógica funciona da mesma forma. Na medida em que a mulher vai ganhando mais controle da musculatura, é possível usar alguns acessórios que exigem um pouco mais dos movimentos do pompoarismo.

Identificando a musculatura vaginal

Antes de descobrir os principais movimentos do pompoarismo, é preciso conhecer a musculatura responsável por todo o poder dado às mulheres quando adotam a ginástica íntima.

Podemos dividir a musculatura da nossa vagina em três partes, conhecidos como anéis vaginais.
O primeiro anel, localizado bem na entrada da vagina, é, literalmente, a “porta da felicidade”. É ele quem comanda o que e quando entra algo no canal. Você pode identificá-lo sentando sobre a palma da mão, sentindo o períneo se movimentar, o músculo que divide o ânus da vagina.

O segundo anel fica dentro do canal, e você pode identificá-lo fazendo o seguinte exercício: fique em pé e faça um movimento como se fosse segurar a urina. O local de contração, sem que o períneo se mova, é o segundo anel.

O terceiro, e último, anel vaginal é, também, o mais profundo do canal, e, para descobrir onde ele fica, deve deitar com a barriga pra cima e esvaziar o ar do baixo ventre. Você vai senti-lo na parte inferior da barriga.

Tendo feito esses exercícios para identificar cada anel, é hora de descobrir quais são os movimentos do pompoarismo que os envolvem e que garantem ainda mais prazer e outros benefícios para a saúde feminina.

Os principais movimentos do pompoarismo

Como vimos, ambas as práticas da ginástica íntima, com ou sem acessórios, são importantes, por isso, eu preparei uma lista com os principais movimentos do pompoarismo para você começar a descobrir os poderes escondidos na musculatura da nossa amiguinha.

#1 Chupitar

Se você já teve filho, ou convive com crianças na família, deve saber como os bebês fazem para conseguir ficar com a chupeta na boca, certo?

É exatamente essa a lógica desses movimentos do pompoarismo. Contrair a musculatura para provocar um efeito de sucção no pênis do parceiro.

#2 Ordenhar

A ideia é usar os três anéis vaginais nesses movimentos do pompoarismo. Contraindo um a um, em sequência, você vai causar um efeito de compressão no parceiro, que é extremamente estimulante, e funciona como uma verdadeira massagem, da base até a cabeça do pênis.

#3 Sugar

Aquele velho pedido de colocar “só a cabecinha” nunca mais vai ser o mesmo depois desses movimentos do pompoarismo. A ideia é, literalmente, sugar a cabeça do pênis para dentro do canal vaginal, usando apenas a força da musculatura.

#4 Travar

Esse é um dos movimentos do pompoarismo que dão mais poder às mulheres na hora “H”. Com o fortalecimento da musculatura dos anéis, é possível impedir que o homem tire o pênis da vagina, apenas pela contração exercida sobre ele.
E eu não preciso explicar o quanto isso pode ser excitante, e, ao mesmo tempo, instigante para o homem durante o sexo, não é mesmo?

#5 Expulsar

A ideia, aqui, é a contrária da anterior. No movimento de expulsar, a mulher consegue fechar o canal pela contração, fazendo com que só a glande do pênis fique dentro da vagina. Ou seja, esse é mais um dos movimentos do pompoarismo que reafirmam que quem manda “lá” somos nós!

#6 Estrangular

Pode parecer um termo violento para movimentos do pompoarismo, mas a ideia é exatamente essa: exercer pressão no pênis do parceiro, da glande à base, a fim de impedir a ejaculação.

Qual a frequência ideal para os exercícios do pompoarismo?

Agora que já falamos sobre o poder dos movimentos do pompoarismo, é hora de saber qual a frequência dos exercícios para que os resultados possam ser percebidos e para que você consiga colocá-los em prática na hora H.

Assim como qualquer outro exercício, o aprimoramento só vem com tempo, dedicação, autoconhecimento e, claro, exercício. Por isso, procure, em primeiro lugar, identificar todos os anéis vaginais e como ativar a musculatura de cada um deles com os movimentos de contração.
Depois, você pode começar a fazer os exercícios para melhorar o controle sobre cada um, diariamente, com 2 ou 3 repetições em momentos diferentes. Depois das primeiras experiências com os exercícios iniciais, é hora de partir para os acessórios, que vão fazer toda a diferença nos movimentos do pompoarismo.

E então, você já conhecia todos esses poderes da musculatura da vagina? Já praticou algum desses movimentos do pompoarismo? Escreva pra gente contando a sua experiência nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *