Posted on

17 DÚVIDAS QUE TODO MUNDO TEM (OU JÁ TEVE) SOBRE SEX TOYS

 

Nas prateleiras das boutiques eróticas, ou nos sex shops, nos sites que comercializam produtos eróticos, a oferta é vasta. Há modelos de todos os tamanhos, cores, formatos, texturas e funções. Mas para obter o máximo prazer que um vibrador pode proporciona… –

1- O uso com frequência faz perder a sensibilidade?
Não, pelo contrário. O vibrador ajuda as pessoas –principalmente as mulheres– a conhecerem melhor o próprio corpo e a descobrirem áreas mais sensíveis ao prazer. Isso ajuda, e muito, tanto na masturbação quanto na relação a dois.

2- Quais são os principais tipos?
Em relação ao material, há versões feitas de silicone, que oferecem sensações realistas; de elastômero, duráveis, flexíveis e porosos; de “jelly” (espécie de gelatina), maleáveis e transparentes, mas de curta durabilidade; de “cyberskin”, com textura parecida à da pele, e de materiais rígidos, como vidro, metal, látex, plástico ou acrílico. Quanto aos modelos, há para vários gostos e necessidades. Os “bullets”, também chamados de balas, são pequenos, discretos e poderosos para seu tamanho. Há vibradores com estimulação clitoriana, à prova d’água, com acesso ao ponto G, outros que excitam o clitóris e a vagina ao mesmo tempo, alguns nos quais podem ser acoplados acessórios, indicados para a região anal etc. Os realísticos são os que mais imitam um pênis real com veias, curvas e alguns com escroto. Existem aparelhos com diferentes tipos de vibração e de intensidade. Há, inclusive, vibradores que brilham e que tocam músicas.

3- Há modelos exclusivos para homens?
Sim, com curvatura especial para estimular a próstata e vibradores e plugues anais. Segundo especialistas, os homens heterossexuais costumam gostar bastante dos anéis penianos com vibrador, especialmente um que possui dois pontos de vibração, em cima, para estimular o clitóris da parceira, e a cápsula vibratória de baixo, que estimula a próstata. Outro vibrador usado por casais e que faz sucesso com o público masculino é o We-Vibe Duo, que tem formato em U e vibra nas duas extremidades: uma estimula o clitóris e a outra é introduzida na vagina, permitindo que o homem penetre a parceira ao mesmo tempo. O homem também sente a vibração e ambos conseguem sentir prazer com esse “sex toy”.

4- Quanto maior, melhor?
Não. Um objeto pequeno pode ser muito eficiente e potente. O que importa no vibrador é a intensidade de vibração que o mesmo oferece e o material com que ele é feito.

5- O que levar em consideração ao escolher o primeiro?
Depende dos desejos, da fantasia… No entanto, sempre é melhor ir a uma loja especializada, onde a consultora ali especializada poderá explicar como funciona cada objeto. No caso das mulheres, como a grande maioria só atinge o orgasmo se houver estimulação clitoriana, é melhor começar com um estimulador de clitóris em vez de investir em um vibrador penetrador. Mas nada impede começar com um modelo potente e realístico.

6- É preciso higienizar antes e depois de usar? Qual a maneira ideal?
Sim. Sempre limpe o aparelho com sabão neutro e água morna, com o cuidado de evitar umidade no compartimento da bateria e nos controles. Se tiver uma capa removível, retire-a e lave a peça separadamente. Seque tudo usando um pano sem fiapos –nunca use toalhas de papel, pois pode deixar pedaços no vibrador. Caso você o tenha higienizado após o último uso e guardado em lugar limpo, envolto em um pano, pode usá-lo sem medo, mas, se ficou guardado muito tempo e sem o devido cuidado, é preciso limpá-lo antes de usar. Existem também produtos de limpeza próprios.

7- Há algum risco se a pessoa não higienizar o aparelho?
Sim, de contrair infecções, pois o vibrador pode estar contaminado com bactérias ou fungos.

8- Vibradores podem dar choque ou causar algum tipo de machucado?
Atualmente os vibradores utilizam pilhas ou baterias cuja voltagem é muita baixa e, por essa razão, o risco de choque é muito raro. Além disso, são revestidos por borracha ou outros materiais do gênero. Machucados podem acontecer não por conta do vibrador em si, mas pela forma com que é utilizado –sem relaxar ou sem lubrificação, por exemplo.

9- Provocam alergia?
Ninguém está livre de ter alergias. É importante observar a procedência do produto adquirido e se o mesmo possui algum tipo de comprovante que ateste sua qualidade, como registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Pessoas alérgicas à látex devem usar preferencialmente os vibradores de silicone.

10- Pode-se usar uma escova de dentes elétrica no lugar do vibrador?
De jeito nenhum. Muitos são os riscos de se introduzir na região íntima objetos que não foram feitos para esse uso. Especialistas comentam que é comum receber no setor de emergência dos hospitais pacientes desesperados por conta de itens quebrados ou perdidos dentro do corpo. Se o interesse da pessoa é sentir a vibração por meio da introdução de objetos no ânus ou na vagina, o mais indicado são mesmo os produtos específicos comercializados por sex shops.

11- O uso de lubrificante torna a prática mais agradável?
Com certeza. Menos fricção faz a experiência mais agradável e facilita a percepção corporal das sensações.

12- Há o risco de o vibrador ser sugado pela vagina ou pelo ânus?
Pela vagina é mais difícil e menos grave, por ser uma região com “fundo cego”, ou seja, é uma cavidade fechada, diferentemente do reto. O ideal é usar no ânus vibradores apropriados para essa área, pois costumam ter uma base de segurança mais larga, alça ou dispositivo que evita que sejam sugados para dentro do corpo.

13- Pode ser emprestado?
Não, pois é um objeto íntimo e não deve ser compartilhado. Ao fazê-lo você corre o risco de adquirir DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) ou outra infecção qualquer. Caso o vibrador for utilizado por mais de uma pessoa, deve ser usado com preservativo.

14- Quando o uso de preservativo é recomendado?
Se a pessoa quiser colocar o mesmo objeto no ânus e na vagina sequencialmente deve se proteger colocando camisinha no vibrador. Isso evita a transmissão de micro-organismos que habitam a flora anal para a vagina e vice-versa. Se o material usado para revestir o vibrador contiver ftalatos, substâncias cancerígenas, também é recomendado o uso de preservativo. E adotá-lo aumenta a vida útil do brinquedo, o que, no entanto, não dispensa a higienização correta.

15- Pode dar mesmo prazer como em uma relação com uma pessoa real?
Sim, claro! É importante lembrar que em toda a atividade sexual o corpo e principalmente a mente estão envolvidos. Na maioria dos casos, a relação sexual se inicia na mente.

16- Há benefícios à saúde?
Ao explorar mais a própria sexualidade, cada um poderá entendê-la e partilhá-la melhor com o par, o que promove um relacionamento mais sadio e cúmplice. Outro benefício diz respeito à autoestima. Ao se conhecer mais e compreender como sente prazer, a pessoa passa a se gostar mais. E, segundo Mary Jane Minkin, professora obstétrica, ginecologista e de ciências reprodutivas da Universidade de Medicina de Yale, nos Estados Unidos, o uso frequente do vibrador aumenta o fluxo sanguíneo e a lubrificação da vagina, diminuindo a atrofia vaginal e outros sintomas típicos da menopausa. Ele pode ser também aliado a exercícios pélvicos –orientados por fisioterapeuta especializado– para promover o fortalecimento muscular e a coordenação motora.

17- Em que circunstâncias a pessoa não deve usar?
Quando há desconforto ou dor, infecção ou inflamação na região pélvica, é recomendável não utilizar vibrador e nenhum outro produto erótico. Se a pessoa tiver machucados na região anal, como hemorroidas, deve consultar um médico. E está vetado seu uso nos mesmos casos em que estão contraindicadas as relações sexuais na gestação: ameaça de aborto, placenta prévia (placenta baixa), trabalho de parto prematuro ou risco do mesmo e contrações frequentes.

Posted on

PETTING – UM NOVO JEITO DE TER ORGASMO SEM PENETRAÇÃO

Conheça esta nova forma de viajar no corpo do gato e, ainda por cima, gozar muito.
Esqueça o convencional. O que estamos propondo aqui é uma experiência absolutamente diferente: você e o gato se dedicam a explorar o copo do outro em um estado supremo de consciência erótica, sem nunca chegar a penetração.
É disso que se trata o petting (um termo em inglês que significa acariciar): uma modalidade sexual que tira a preocupação pela performance e a pressão para ter um orgasmo rápido e intenso. Esta técnica se esquece do “depois” para se concentrar no “aqui e agora”.
Na intimidade, há muito mais para se desfrutar do que a penetração: os casais de antigamente conheciam este segredo e ele foi se perdendo durante o tempo. Temos que recuperá-la, porque esta modalidade redescobre o mistério e a expectativa.
Esta experiência se trata de um jogo no qual é proibida a penetração. Ao deixa-la de lado, surgem novas possibilidades eróticas: você e o gato vão descobrir maneiras de se excitarem que não conheciam. Então, mãos à obra!
Em direção ao orgasmo
O petting tem a ver com criatividade, com abrir-se às sensações e concentrar-se somente nelas. Não existe um manual de instruções para esta modalidade sexual: a ideia é explorar esse mapa erótico que é o corpo humano, tomando o tempo necessário para ficar em um estado de prazer absoluto. É fundamento que você esteja muito atenta ao que acontece no momento.
Não se trata de uma corrida: relaxe e sinta como o contato dos corpos alarma seus sentidos.
Tome consciência de sua energia erótica: visualize como o calor sobe desde a zona V, passando por sua coluna vertebral, até chegar à sua cabeça e dar a volta por seu rosto, garganta e seios para voltar para a sua vagina e subir de novo, como um circuito cada vez mais intenso.
Experimente um movimento novo: percorra o corpo do gato com sua respiração, depois o toque com os lábios secos e, por último, com beijos molhados. Demore nas orelhas, no colo, na coluna e nas laterais do tronco, da axila até a cintura. Logo, será a vez do seu parceiro te enlouquecer com seus lábios.
Alta voltagem
O petting desperta o desejo erótico de maneiras nada convencionais. E a novidade torna todo o resultado mais excitante. Neste contexto, não tenha medo. A proposta é jogar. Cada um na sua vez, os dois podem falar aquilo que curtem. Concentre-se em zonas do corpo que nunca deu atenção. Beije, acaricie ou massageie os calcanhares, antebraços, juntas dos dedos ou a parte de trás dos joelhos.
Não tenha medo: sussurre, gema e se expresse a maneira como você está se sentindo. Isso funciona como um combustível que te deixará ainda mais em chamas e que vai resultar em algo ainda mais excitante. O olhar também é a chave para intensificar a conexão do casal.
O segredo: guie e se deixe ser guiada. Coloque a sua mão sobre a dele e mostre quais carícias que você gosta mais. Depois, peça para que ele te ensine como quer ser acariciado.

Posted on

POMPOARISMO

Exercício vaginal: bom para a saúde e para a vida sexual

Com o verão chegando, a mulherada toda corre para se inscrever na academia e tentar recuperar a forma para ficar mais à vontade de biquíni na praia, não é mesmo? O que muitas nem pensam, entretanto, é que não são só os músculos que todo mundo consegue ver que precisam ser treinados para ficar em forma. Você também precisa treinar os músculos íntimos, fazendo exercício vaginal!

Se aquela nuvenzinha do preconceito já parou em cima da sua cabeça, para tudo! Vale a pena ler esse artigo que escrevi sobre ginástica íntima antes de formar qualquer opinião sobre o tema. Aceita o desafio? Então boa leitura!

Neste conteúdo, vou falar um pouco mais sobre um dos temas que mais vejo questionamento, o exercício vaginal. Para isso, vou abordar os seguintes tópicos:

-O que é exercício vaginal?
-O exercício vaginal e o sexo
-Como o exercício vaginal melhora sua saúde
-Fazer um curso de pompoarismo é bom para você?

Depois que terminar essa leitura, tenho certeza de que você vai entender melhor a importância dessa prática para sua saúde, para sua vida sexual e para sua autoestima.

O que é exercício vaginal?
Para começar, vamos falar o que significa, afinal, esse tal de exercício vaginal? Também conhecido como ginástica íntima, pompoarismo, exercício de Kegel, e outros termos, ele nada mais é do que do que o conjunto de práticas que fortalecem o assoalho pélvico.
São esses exercícios que garantem que seus músculos da região vaginal permaneçam fortes ao longo dos anos, evitando que se tornem flácidos, trazendo uma série de benefícios para seu corpo e para seu bem-estar.
A ginástica íntima é baseada na contração e no relaxamento desses músculos, podendo ser praticada nas mais diversas situações: enquanto dirige, assiste televisão, toma banho, na relação sexual… Ela pode ser feita tanto sem o uso de acessórios quanto com as famosas bolinhas tailandesas e outros objetos criados especificamente para esta prática.

A musculatura vaginal é igual à de qualquer outra parte do corpo. Precisa ser treinada para estar sempre forte, caso contrário fica flácida. Ou seja, se você não pratica pompoarismo, vai acabar perdendo a força dos músculos da região vaginal ao longo do tempo, o que pode prejudicar sua saúde de diversas formas.

O exercício vaginal e o sexo
Não dá para negar, um dos principais benefícios da prática do exercício vaginal é a melhora na vida sexual. São várias as vantagens com as quais as mulheres pompoaristas passam a conviver em sua rotina sexual, conheça as principais delas:
Aumento da lubrificação vaginal;
Maior capacidade de proporcionar e de sentir prazer;
Possibilidade de ter múltiplos orgasmos durante a relação sexual;
Facilidade de chegar ao orgasmo e intensidade do prazer.
A grande mudança na vida das mulheres que aderem ao pompoarismo é que para elas e seus parceiros o sexo deixa de ser um simples “entra e sai”. Com o fortalecimento dos músculos da vagina, você consegue proporcionar e sentir sensações únicas ao apertar e envolver o pênis durante a penetração.
Não é por acaso que as mulheres que são adeptas do exercício vaginal se tornam diferenciadas. Por conseguirem levar os homens à loucura com facilidade, elas se tornam desejadas e disputadas. Na minha opinião, o mais importante disso tudo, porém, é a contribuição para a autoestima.
É importante salientar, ainda, que a ginástica íntima é uma excelente terapia para aquelas mulheres que enfrentam dificuldades em atingir o orgasmo, tanto por questões fisiológicas quanto psicológicas. O pompoarismo permite que elas conheçam melhor o próprio corpo e sua força como mulher!

A autoestima das mulheres que praticam exercício vaginal costuma estar sempre lá em cima. A facilidade de dar e sentir prazer as torna muito mais confiantes e poderosas!

Como o exercício vaginal melhora sua saúde
Mas não é só na relação sexual que o exercício vaginal pode trazer benefícios para você. Pelo contrário, se você é preocupada com sua saúde, só tem a ganhar ao praticar a ginástica íntima.
Muitas mulheres, inclusive, não sabem, mas possivelmente serão orientadas por seus médicos algum dia a se exercitar dessa forma. O motivo é que torna-se cada vez mais consenso entre a comunidade médica de que é muito mais saudável fazer pompoarismo desde cedo do que precisar fazer cirurgias no futuro para fortalecer o assoalho pélvico.

Veja algumas contribuições importantes que o exercício vaginal pode trazer para a sua saúde:

-Diminuição de dores causadas por cólica menstrual;
-Redução do período menstrual;
-Preparação para as mulheres que desejam ter parto normal, ajudando-as a saber como fazer a força certa, na hora certa;
-Melhor recuperação pós parto normal;
-Prevenção da flacidez vaginal, que pode ser causada após partos naturais;
-Prevenção de infecções vaginais e urinárias, pelo aumento da circulação sanguínea na região;
-Melhora do funcionamento do intestino;
-Prevenção contra a bexiga “solta” ou “caída”, que leva à incontinência urinária;
-Diminuição dos sintomas da menopausa, como o ressecamento vaginal.

Viu só? O exercício vaginal traz benefícios à sua saúde durante toda sua vida, desde a primeira menstruação até à menopausa. Por isso, recomendo que ela seja pratica por todas, sem preconceito e sem medo!

O pompoarismo deve ser praticado por todas as mulheres que desejam ter saúde nas diferentes fases da vida. Ele nos ajuda a lidar com desafios importantes do universo feminino, preservando nossa saúde e possibilitando uma melhor relação com o prazer!

Toda mulher deve fazer pompoarismo na vida, ele garante que você tenha saúde a vida toda, além de satisfação sexual. Exercício vaginal é cuidado com você mesma, não apenas uma forma de melhorar seu desempenho na cama. Cuide-se!

Posted on

COMO ARRASAR NO SEXO ORAL COM SUA PARCEIRA???

COMO ARRASAR NO SEXO ORAL COM SUA PARCEIRA???
(Dicas de uma mulher)
(Homens, leiam, vcs não vão se arrepender)
Muito homem diz que sabe fazer uma mulher subir pelas paredes, que arrasa na cama, que “faz e acontece”, mas quando chega a vez dela ser estimulada e receber o sexo oral, pula essa etapa e vai logo para os ‘finalmente’, ou então acaba brincando de “gato tomando água” e acha que está abafando! Dá vontade de chegar perto dele e falar baixinho no ouvido “Querido, você acha que isso é sexo oral?”.
Depois acontece aquelas trepadas meia boca e ele não sabe por que as mulheres arrumam mil e doze desculpas para sair outra vez com o individuo. Posso estar enganada, mas ainda não conheci nenhuma mulher que não goste dessa “modalidade” e que não valorize quem sabe fazer o serviço bem feito.
Se vc pensa que seu ponto forte é tão somente “sua pegada”, seu membro gostoso ou seu corpo definido é porque não perguntou a uma mulher o que ela gosta de verdade.
Mulher nenhuma esquece um bom sexo oral.
Uma chupada bem feita é um ótimo cartão de visitas! Mesmo que a relação um dia não renda uma história, com certeza vai lhe render muita fama entre as mulheres. Então, vem a pergunta: “Como arrasar num sexo oral”?
Desculpem o trocadilho, mas é só metendo a cara para saber. Esqueça as regras prontas e básicas que todo homem acha que sabe. Nada melhor do que uma mulher para esses toques, não é?
Confira algumas dicas para mandar bem no sexo oral com ela.
Ter Vontade
Eis um item que separa os meninos dos homens: saber dar prazer a uma mulher.
Para isso vc precisa de muita dedicação, tesão e principalmente a vontade de chupar, expressa em todos os seus poros.
Para começo de conversa, vamos usar a lógica: faça sexo oral da mesma forma que gosta de receber.Homem gosta de mulher de atitude, que admire seu sexo feito obra de arte, que faça com extrema vontade, que olhe nos olhos, que chupe até o fim, não é? Com uma mulher é a mesma coisa.
Uma das coisas mais desanimadoras para uma mulher é ver que o parceiro esta com má vontade.
Acha que uma mulher não percebe quando vc não esta a fim da tarefa? Fica escrito na sua testa!
A vagina é uma região úmida, logo vai produzir secreções. Vc vai ter que se lambuzar por lá, meu caro! Se ficar com ‘nojinho’ e der lambidas pra fazer de conta que cumpriu seu papel, então melhor nem começar. pior que não fazer, é fazer muito mal feito. Isso gera revolta feminina, alias em todo os assuntos. ‪#‎ficaadica‬
Provoque até ela implorar
Aquele jeito mecânico de abrir as pernas e meter a cara só se o tesão estiver em altíssimo grau. Faça um pequeno jogo antes de chegar direto ao ponto. Mas não esqueça de demonstrar que isso é só um joguinho e que vc a chupará de qualquer jeito. Mulher gosta disso. Escuta o que eu digo! Esfregue os dedos por cima da calcinha, ora de leve, ora com pressão, beije-a até sentir o tecido molhado. Palavras picantes e gestos mais ousados com certeza irão acrescentar muito nesse momento.
A mente se excita primeiro que o corpo, então use isso a seu favor: provoque-a de todas as formas! Olhe para ela com cara de cafajeste, pergunte se ela quer e faça-a pedir sua língua. Se eu fosse vc, ia ser ainda mais maldoso ainda: iria atiçar tanto, tanto, tanto… Até ela implorar!!! De pernas abertas!!!
Seja um exímio explorador
resolvi ilustrar este texto para mostrar a muitos cidadãos por ai que desconhecem a área genital de uma mulher. Pode parecer primário, mas tem muitos homens que não sabe nem o que é clitóris. Preste atenção no que vou dizer: Vou ser bem didática. O que fazer nessas áreas?
-Lábios maiores: área de grande concentração de prazer. Use muito a sua boca e abuse da língua.
-Lábios menores: área sensível a chupadas. Pode seguir em frente!
-Uretra: esquece essa parte. Não use os dentes, “pelamordedeus”!
-Ânus: ao ser estimulado, desperta novas sensações e prazeres. quem sabe até prepare ela para um futuro sexo anal. Vale a pena investir nessa região.
-Clitóris: O Segredo! O Baú do Tesouro! A Chave do Paraíso! Não esqueça disso!!! Jamais!!!!
-Vagina: use os dedos, língua… surpreenda-a.
Quando chegar ao seu “local de trabalho” passe a língua suavemente, entendeu, suavemente… por toda a região, como se estivesse explorando. Não tenha pressa, alias o momento não tem hora pra acabar… Evite a língua dura – seu pau precisa estar duro, a língua não.
Seu objetivo agora é fazer essa mulher subir pelas paredes. Comece a beijar os grandes lábios como se fosse beijar a boca (saco a coincidência dos nomes). A sensação de um beijo desse tipo é o começo de tudo!
Faça movimentos circulares com a ponta da língua nos lábios menores. ah, dica, língua muito molhada tah?
Nós temos o clitóris. Para quem não sabe o clitóris é uma saliência na região superior da vagina, com milhares de terminações nervosa e com um único objetivo: dar prazer a mulher. Se vc quiser mandar bem no oral, tem que atingir nessa área. Ali está o segredo. Com os dedos, afaste os grandes lábios e encontre-o com mais facilidade. Essa técnica é legal, porque quanto mais vc afasta apele, mais o clitóris fica exposto e com isso, mais sensível e propício ao prazer. Passe a língua pelo alvo, seja imprevisíveis nas lambidas. Isso vai deixar ela na expectativa da próxima lambida, agora qndo ela estiver quase lá, fixe num só movimento suave e prazeroso.
Só não fique achando que sexo oral é só enfiar a língua na vagina e chupar o clitóris, explore também a região externa, como vulva, ânus e até a parte interna das coxas…
Não vá com força, vá com jeito.
Aos desavisados de plantão, região feminina é muito sensível e um movimento bruto pode causar dor e não prazer.
Quanto à sucção, tem que ser leve e suave, algumas mulheres até aceitarão uma pegada mais forte, mas ela pedirá, caso contrário ouse da sutileza.
O ideal é observar sempre os movimentos da sua presa, prestando atenção nos movimentos que arranca mais gemidos  e mordidas na fronha.
Habilidade com os dedos
Homem tem que saber usar os dedos!
Convenhamos, eles são complementos fundamentais no sexo oral! enquanto vc trabalha o clitóris com a língua, brinque com os dedos em sua vagina. Ou vice versa.
Ponto G
Quer levar ela de vez a loucura?
Então busque o Ponto G com seus dedos durante o sexo oral. Não importa se vc vai encontrar ou não, mas só o fato de vc tentar, vai arrancar altos gemidos, com certeza!
Vamos lá, nossa o que ouço de homem me perguntado onde está o tão secreto Ponto G?!
(Se vc passar o dedo no céu da sua boca, vai sentir ondulações, certo? O Ponto G é logo na entrada do canal vaginal, na parede em cima, com as mesmas ondulações)
Enquanto estiver brincando, dentro dela, introduza o dedo cerca de 4 centímetros dentro do canal vaginal. Estimule essa região com toques de pequenas e médias pressões. De preferencia gire o dedo como se estivesse fazendo um circulo dentro da vagina e ao mesmo tempo abra os grandes lábios, expondo o clitóris. E chupe com vontade!!! Além de acelerar o orgasmo, o conjunto DEDOS + PONTO G + CLITÓRIS + LÍNGUA = ORGASMO NA CERTA.
Volto a dizer, não seja brusco. Masturbar uma mulher não é o mesmo que se masturbar! Vc é homem, gosta de força, pressão e rapidez. Mulher, não ok???
Por favor, não pare!!!
Com certeza, ao chegar nesse estágio ela vai estar naquele “ponto sem volta”. Observe suas ações pelos gemidos dela. Quando mais frequentes, mais certo vc estará. A fase da exploração ficou pra trás há muito tempo, então tudo o que vc deve fazer agora é manter o ritmo. Nada de ficar mudando as técnicas ou fazendo altos e baixos na pressão.
Continue fazendo suas tarefas e não faça paradas bruscas, por favor! Essa é a chave do seu sucesso. É muito ruim quando vc está quase atingindo o orgasmo e o parceiro resolve ‘inovar’ logo nesse momento ou então para tudo, com essa ‘pérola’ -vc está gostando, querida? Aff, ninguém merece!!!!
Importante deixar claro um detalhe: depois de atingirem um orgasmo, muitas mulheres ficam com a região clitoriana bem sensível ou dá uma pausada no interesse do sexo. Por isso, vc pode aproveitar e partir para a ‘paulada’ quando as coisas estiverem bem quentes, logo após o orgasmo. Assim poderá se aproveitar do estado de excitação dela. Até porque a região que pode não querer mais o sexo oral é o clitóris, não o canal vaginal, então é lá, agora, que vc deve investir.
E depois que ela conseguir atingir o orgasmo, entra e fique à vontade… Logo ela terá orgasmos múltiplos!!!
Dicas extras
Se vc não se agrada com os sabores que uma vagina pode ter, ao invés de ficar reclamando por dentro, use a imaginação.
Pode alternar com géis comestíveis, cremes aromatizados ou até mesmo o Hall’s preto, que oferece a mesma sensação de frescor e novidade… Tem também as brincadeiras com chantilly, morangos, pêssegos (imagina esfregar metade de um pêssego em caldas naquela região?!!!) ou até regar esse momento com uma bebida. O sexo oral fica mais gostoso e ainda mais interessante se vc acrescentar um toque diferente.
Não falam tanto que o “detalhe é que faz a diferença”? Então faça direito, meu caro.
Aí sim, vc vai ter razão em bater no peito e dizer que sabe fazer uma mulher subir pelas paredes! Boa sorte, amigo! E arrase, viu? Nada menos que isso!!!!!!!