Posted on

DOR DURANTE A RELAÇÃO

Dor durante a relação: como descobrir se o que você sente é grave?
Toda mulher já sentiu alguma vez na vida dor durante a relação sexual. Os motivos podem ser inúmeros, desde uma má lubrificação até problemas físicos ou psicológicos.
O importante em todo e qualquer caso é não “deixar para lá” e simplesmente continuar fazendo sexo sem procurar o motivo do seu desconforto. Afinal, sentir dor pode ser indício de algo que precisa de cuidados. Além disso, muitas vezes essa situação impede de a mulher sentir prazer e chegar ao orgasmo, diminuindo a qualidade de uma vida sexualmente plena e feliz.
Os ginecologistas convivem diariamente com diversas mulheres se queixando de dor durante a relação sexual. As reclamações vão desde fortes dores, que impedem a penetração, até leves incômodos, que fazem com que não se sinta prazer.
Dessa forma, o que era para ser um momento de felicidade, torna-se sempre um problema. Por incrível que pareça, muitas mulheres não buscam a origem dessa dor ou têm vergonha de falar sobre isso, colocando a “culpa” no formato de sua vagina ou achando que é algo passageiro, entre tantos outros motivos para não procurar ajuda. Vamos abordar:
– Quais são as causas da dor durante a relação sexual?
– O que fazer quando sentir dor durante o sexo?
– A ginástica íntima ajuda a minimizar o problema?
– Quais são as causas da dor durante a relação sexual?
Antes de mais nada, saiba que a dor durante a relação sexual é claramente um sinal de que algo não vai bem. Afinal, toda a musculatura da vagina é preparada para ter elasticidade, inclusive para a passagem de uma criança durante o parto. Portanto, não é normal sentir qualquer incômodo na hora do sexo, a não ser que algo vá errado ou você não esteja devidamente excitada e lubrificada. Aliás, a falta de excitação e lubrificação são algumas causas comuns de sentir dor ao fazer sexo.
O nome científico para esse problema é dispareunia. Diz respeito a qualquer dor que ocorra em relações sexuais, podendo acontecer durante a penetração e também antes ou depois. Mesmo que não seja frequente, esse tipo de dor é um alerta do corpo feminino e requer atenção. A mulher pode sentir dor na vagina, mas também na bexiga, área pélvica, uretra, ânus e toda essa região.
” O instituto ProSex, da USP, relatou que 21% das mulheres com vida sexual ativa costumam sentir dor durante a relação. E isso independe da posição na hora transa, do formato da vagina ou de se usar ou não preservativo. Falar sobre isso, portanto, é muito importante, pois muitas sofrem caladas, agravando muitas vezes um quadro que, se fosso avaliado por um médico, poderia ser resolvido facilmente.”
A mulher pode sentir um leve incômodo, ardência ou a dor propriamente dita. Muitas vezes, a dor na relação pode ser responsável pela anorgasmia, que é a dificuldade ou total ausência de orgasmos durante o ato sexual. Vamos conhecer um pouco mais as possíveis causas da dispareunia.
Falta de lubrificação
Esse é o motivo mais comum para a mulher sentir dor na hora do sexo, em especial durante a penetração. Isso porque, quando a vagina não está lubrificada, existe um atrito que pode até machucar as paredes vaginais.
Existem diversas questões que afetam a lubrificação feminina. Entre eles, estão aspectos físicos, como a menopausa, em que o organismo perde a umidade natural ou outras características também ligadas ao corpo em si, como ter tido um parto há pouco tempo, estar amamentando ou quando a mulher está usando remédios que influenciam as taxas hormonais. As mulheres que tomam pílula anticoncepcional também sofrem com as variações dos hormônios e com uma vagina menos molhada.
No mais, existem também os problemas emocionais e a falta de excitação. Tudo isso pode ser resolvido com terapia, uma boa conversa com o parceiro (quando há intimidade na relação para isso) e com ginástica íntima. Ao conhecer o próprio corpo, a mulher saberá exatamente o que a excita, além de poder usar os exercícios vaginais e os movimentos do pompoarismo para auxiliar na lubrificação.
Problemas relacionados a doenças ou outros fatores físicos
Mulheres que estejam sofrendo de quaisquer problemas de saúde, como infecções ou tratamentos de doenças crônicas, como terapias rádio e quimioterápicas, podem sentir dor durante a relação sexual. Nesses casos, deve-se sempre contar com o auxílio médico e, acima de tudo, com a compreensão e bom senso do parceiro.
Além disso, há afecções e problemas na flora vaginal, que deixam toda a área da genitália dolorida. Também aqui é preciso tomar muito cuidado, principalmente para não gerar qualquer tipo de complicação. Outras vezes, a região está lesionada, seja por estar em um período pós-parto, pós-operatório ou, ainda, tenha ocorrido algum acidente.
Outras doenças, como endometriose, mioma, cistite, infecção urinária e demais problemas dessa região do corpo, envolvendo vagina, útero, ânus e proximidades, também são causas possíveis para a dor durante a relação. Além disso, é possível haver uma relação alérgica, seja ao preservativo ou qualquer outro produto utilizado na hora do sexo. Em todo e qualquer caso, relate o problema ao seu médico e tenha hábitos ou pratique exercícios que possam fortalecer a musculatura do assoalho pélvico.
Poucas preliminares
O casal que não investir nas preliminares, na maioria das vezes, vai se deparar com a mulher sentido dor durante a relação. Isso acontece porque a penetração será incômoda, causando ardência ou até dores muito fortes.
Sempre vale a pena conversar com seu parceiro para falar o que estimula mais o seu prazer nas preliminares. Afinal, é importante ter uma relação sexual saudável, em que ambos se sintam à vontade e possam desfrutar de momentos plenos no sexo. A falta de estímulos, que ocasionam uma vagina seca, pode causar dor! E o seu companheiro deve saber disso e aprender a melhorar essa fase importante que é a excitação. Sem contar que isso pode ser um tempero a mais para o seu relacionamento.
Outra forma de aumentar a excitação sexual é ter conhecimento e controle do próprio corpo. Mulheres que praticam o pompoarismo certamente ganham em mais lubrificação e, consequentemente, em não sentir dor durante a relação quando o motivo é a falta de preliminares. Os movimentos vaginais podem adiantar bastante o tempo para que a mulher esteja prontinha para o sexo, principalmente quando for o caso de uma rapidinha ou qualquer outra situação desse tipo.
Mas ressaltamos uma coisa: é tudo de bom ganhar maior intimidade e envolvimento por meio das carícias das preliminares. Nunca abra mão disso e do seu prazer! E converse com seu parceiro para vocês dois alcançarem juntos essa conquista um do outro.
Questões emocionais
Também há o caso de mulheres que apresentam traumas emocionais ou, ainda, falta equilíbrio psicológico para ter uma relação sexual saudável. Isso ocorre tanto com aquelas que sofreram graves abusos como também com as que têm vergonha ou medo de conversar com seus parceiros e médicos.
Quando você simplesmente “deixa para lá” essa dor que aparece de vez em quando na hora do sexo ou, ainda, não fala para ninguém que toda penetração é dolorosa ou ardida, apenas está alimentando uma bola de neve! É essencial que você descubra o que está acontecendo, conheça o seu corpo e busque o seu bem-estar, que envolve muito mais do que satisfazer o seu parceiro.
De acordo com os especialistas, o vaginismo é um problema mais comum em mulheres jovens e naquelas que apresentam história de abuso ou traumas sexuais. Em algumas, o quadro chega a ser tão severo que impede inclusive a realização de exames ginecológicos. Para quem sofre desse distúrbio, o tratamento deve ser individualizado, dependendo das causas do problema. Por isso, a orientação geral é procurar primeiramente o ginecologista.
Vaginismo
O vaginismo é a contração involuntária dos músculos vaginais, a ponto de não deixar o pênis ou qualquer outra coisa ultrapassar o início do canal, como o espéculo para exames ginecológicos. Em geral, isso ocorre por motivos físicos ou emocionais, principalmente entre as mulheres que sofreram abusos.
Para tratar o problema do vaginismo, é preciso procurar auxílio médico. A ginástica íntima também auxilia bastante, pois existirá um maior controle de toda a musculatura do assoalho pélvico, aumentando a qualidade da saúde sexual feminina.
O membro do seu parceiro é muito grande para você
Aqui devemos ressaltar que o tamanho do pênis pode influenciar, sim, a ocorrência de dor. No caso, o que pode existir é de ele ser grande demais para o seu comprimento. Quanto à largura, se a mulher estiver devidamente excitada e lubrificada, a vagina é preparada para ter elasticidade. Mas, quando o sexo é mais selvagem e o membro muito comprido, pode sim bater no colo do útero, causando uma leve cólica após a relação ou até mesmo lesionando.
Se isso ocorrer com frequência, busque conversar com seu parceiro para ele “pegar um pouco mais leve”. Se na hora do tesão isso não for possível, experimente colocar a mão na pelve do seu companheiro. Será um momento de acariciar, mas também de dar um pouco de limite à profundidade da penetração.
– O que fazer quando sentir dor durante o sexo?
Quando você estiver muito inchada também, com a bexiga cheia ou próxima do período da menstruação, o sexo também pode ser bem desconfortável. Então, aqui vale aquela ótima conversa com o parceiro e, quem sabe, fazer uma brincadeira mais leve, sem penetração, ou ter momentos de diversão juntos, que já podem fazer parte das preliminares, deixando seu corpo mais relaxado para não sentir dor no sexo.
O sexo na gravidez pode deixar algumas mulheres muito à vontade, mas a maioria tem uma relação sexual incômoda nesse período. Para se relacionar com seu parceiro, principalmente mais próximo à hora de ter o bebê, prefira posições mais confortáveis por conta do peso da barriga, como de lado.
Para baixa lubrificação ou qualquer problema relacionado à excitação, você pode fazer movimentos do pompoarismo, mesmo bem antes do ato sexual em si, já na hora do jantar, por exemplo. Também vale utilizar um lubrificante.
A ginástica íntima ajuda a minimizar o problema?
Com certeza, a ginástica íntima e os movimentos do pompoarismo auxiliam em diversos aspectos para minimizar problemas ligados à dor durante a relação sexual. Em primeiro lugar, a mulher conhece melhor seu corpo e seu prazer, potencializando as preliminares. Em segundo, com controle dos músculos vaginais, pode alargar o canal durante a penetração ou apertá-lo, aumentando a lubrificação.
Além disso, o autoconhecimento, a elevação da autoestima e todos as características psicológicas e emocionais são ganhos da prática do pompoarismo. Com isso, a mulher se sente mais segura de si, e eu mesma já vimos diversos casos de quem iniciou os exercícios e parou de sentir dores durante a relação.

Posted on

PETTING – UM NOVO JEITO DE TER ORGASMO SEM PENETRAÇÃO

Conheça esta nova forma de viajar no corpo do gato e, ainda por cima, gozar muito.
Esqueça o convencional. O que estamos propondo aqui é uma experiência absolutamente diferente: você e o gato se dedicam a explorar o copo do outro em um estado supremo de consciência erótica, sem nunca chegar a penetração.
É disso que se trata o petting (um termo em inglês que significa acariciar): uma modalidade sexual que tira a preocupação pela performance e a pressão para ter um orgasmo rápido e intenso. Esta técnica se esquece do “depois” para se concentrar no “aqui e agora”.
Na intimidade, há muito mais para se desfrutar do que a penetração: os casais de antigamente conheciam este segredo e ele foi se perdendo durante o tempo. Temos que recuperá-la, porque esta modalidade redescobre o mistério e a expectativa.
Esta experiência se trata de um jogo no qual é proibida a penetração. Ao deixa-la de lado, surgem novas possibilidades eróticas: você e o gato vão descobrir maneiras de se excitarem que não conheciam. Então, mãos à obra!
Em direção ao orgasmo
O petting tem a ver com criatividade, com abrir-se às sensações e concentrar-se somente nelas. Não existe um manual de instruções para esta modalidade sexual: a ideia é explorar esse mapa erótico que é o corpo humano, tomando o tempo necessário para ficar em um estado de prazer absoluto. É fundamento que você esteja muito atenta ao que acontece no momento.
Não se trata de uma corrida: relaxe e sinta como o contato dos corpos alarma seus sentidos.
Tome consciência de sua energia erótica: visualize como o calor sobe desde a zona V, passando por sua coluna vertebral, até chegar à sua cabeça e dar a volta por seu rosto, garganta e seios para voltar para a sua vagina e subir de novo, como um circuito cada vez mais intenso.
Experimente um movimento novo: percorra o corpo do gato com sua respiração, depois o toque com os lábios secos e, por último, com beijos molhados. Demore nas orelhas, no colo, na coluna e nas laterais do tronco, da axila até a cintura. Logo, será a vez do seu parceiro te enlouquecer com seus lábios.
Alta voltagem
O petting desperta o desejo erótico de maneiras nada convencionais. E a novidade torna todo o resultado mais excitante. Neste contexto, não tenha medo. A proposta é jogar. Cada um na sua vez, os dois podem falar aquilo que curtem. Concentre-se em zonas do corpo que nunca deu atenção. Beije, acaricie ou massageie os calcanhares, antebraços, juntas dos dedos ou a parte de trás dos joelhos.
Não tenha medo: sussurre, gema e se expresse a maneira como você está se sentindo. Isso funciona como um combustível que te deixará ainda mais em chamas e que vai resultar em algo ainda mais excitante. O olhar também é a chave para intensificar a conexão do casal.
O segredo: guie e se deixe ser guiada. Coloque a sua mão sobre a dele e mostre quais carícias que você gosta mais. Depois, peça para que ele te ensine como quer ser acariciado.

Posted on

RECIPROCIDADE: O SEGREDO DOS RELACIONAMENTOS FELIZES!

Muito se diz, hoje em dia, sobre a necessidade de mantermos junto a nós quem corresponde, quem devolve o que damos, o que lançamos, o que somos. Quem entende e pratica a reciprocidade. Mais do que isso, no entanto, é necessário que tenhamos clareza quanto àquilo tudo que queremos e merecemos receber, ou poderemos ficar do lado errado da balança.
Se o que nos dispusermos a ofertar for amor de verdade, transparência, carinho, sorrisos e inteireza, nada do que andar na contramão de nossa doação afetiva poderá ser aceito de volta. Não podemos nos contentar com retornos frios, vazios, dissimulados, sem verdade, sem vontade, sem prazer. Nada do que não for correspondido carregará carga de sentimentos afetivos que nos bastem, que nos sosseguem os sentimentos.
Muitas pessoas acham que mandar um simples oi pelo celular, trabalhar e vir para casa, dormir na mesma cama e prover o lar economicamente são comportamentos suficientes para manter vivo um relacionamento a dois. Apegam-se às aparências e às necessidades tão somente materiais, esquecendo-se de que somos muito mais do que isso tudo. Temos um mundo a ser preenchido também dentro de cada um de nós.
E, caso aceitemos com resignação silenciosa as esmolas alheias, passando por cima das carências sentimentais que abriga a nossa essência, estaremos fugindo cada vez mais às reais possibilidades de podermos nos sentir completos, felizes e realizados. Estaremos cada vez mais vazios de sonhos e de esperanças, de amor e de essência humana, pois teremos, a pouco e pouco, desistido de lutar pela completude que caracteriza o estar junto, com ida, volta, reviravoltas, lá e cá, dentro e fora.
Ninguém, mais do que nós mesmos, sabe com precisão o que somos, o que queremos, quais são as nossas necessidades, nossos sonhos, nossas escuridões. Certamente, não conseguimos nos enganar, mesmo que queiramos, tampouco poderemos nos sentir confortáveis tentando nos conformar com uma vida em que tudo sai da gente, mas nada nos chega inteiro, nada nos retorna completo, nem ninguém nos devolve verdades.
Não desistamos, pois, de nos entregar de forma total, por conta dos ecos vazios que tentarão nos empurrar de volta. Continuemos firmes em nossas verdades, para que repousemos nossa essência junto a quem há de nos receber com o abraço apertado de uma alma iluminada, mesmo que demore, pois é isso, nada menos do que isso, o que merecemos.

Posted on

VAMOS FALAR DO POMPOARISMO

(é um artigo longo, porém de um benefício enorme)

Como funciona o pompoarismo e como ele pode mudar sua vida sexual!

Estou vendo cada vez mais mulheres curiosas sobre como funciona o pompoarismo, mas ainda com muitas dúvidas e até preconceito à respeito dessa prática tão importante para nosso corpo e para a nossa satisfação sexual.
Se você quer deixar todas essas desculpas de lado e cuidar de você e da sua autoestima, precisa ler este conteúdo que preparei com dicas para colocar em prática hoje mesmo e ser uma pompoarista de primeira. Boa leitura!

Neste artigo, vou falar sobre alguns temas que são importantes para que você entenda o pompoarismo como um todo e veja esta prática de uma nova forma.

Após a leitura do meu texto, espero que você se sinta mais segura para conhecer seu próprio corpo e para começar a praticar ginástica íntima, buscando sua realização como mulher.

POMPOARISMO também conhecido como ginástica íntima ou Exercícios de Kegel, é uma técnica de contração e relaxamento do canal vaginal que proporciona vários benefícios para a saúde da mulher e para a sexualidade feminina. Os músculos exercitados são os do assoalho pélvico, que sustentam alguns órgãos internos do baixo ventre, como a bexiga, a uretra, o útero e o reto.
O canal vaginal, portanto, é um músculo e, como qualquer outro músculo do nosso corpo, tem o fluxo sanguíneo estimulado no local quando exercitado. A ginástica íntima funciona assim: você contrai e relaxa o músculo do canal vaginal em movimentos repetidos por um tempo determinado. Com a prática regular da ginástica íntima, a mulher adquire força na musculatura do assoalho pélvico para realizar movimentos precisos.
A combinação de fluxo sanguíneo aumentado e da força muscular na região torna os orgasmos mais intensos e a mulher mais excitada, além, é claro, dos diversos benefícios para a saúde.

Eu recomendo a prática do pompoarismo para todas as mulheres, desde o início da vida sexual até após a menopausa. Como praticante desta técnica, vi melhorias importantes na minha saúde e, principalmente, na minha sexualidade. Minha vida mudou com o pompoarismo, você está pronta para mudar a sua?
Por que é importante praticar ginástica íntima?

Se ainda não está convencida sobre a importância em saber como fazer pompoarismo, separei abaixo uma lista de benefícios que esta prática traz para a sua saúde e para a sua vida sexual. Leia com atenção, tenho certeza de que irá descobrir que a ginástica íntima pode melhorar muito seu dia a dia:

– Facilidade em atingir o orgasmo, pelo maior domínio da musculatura vaginal;
– Maior potencial de oferecer prazer ao parceiro durante o sexo, pois a penetração passa ser muito mais do que um “entra e sai”;
– Melhora na lubrificação vaginal, auxiliando a penetração;
– Auxílio no pré-parto, para que você consiga fazer a força certa e na hora certa;
– Reforço da musculatura íntima, prevenindo a flacidez vaginal;
– Diminuição dos sintomas da menopausa;
– Alívio das cólicas vaginais;
– Prevenção das infecções vaginais e urinárias, pelo aumento do fluxo sanguíneo na região;
– Melhoria do funcionamento do intestino;
– Elevação da autoestima.

Pompoarismo não traz apenas benefícios para a nossa saúde ou para nossa vida sexual, é uma verdadeira transformação na nossa autoestima!

Benefícios sexuais do pompoarismo

Vencer problemas para alcançar o orgasmo

É muito comum as mulheres terem dificuldade para alcançar o orgasmo. Esse transtorno também é chamado de anorgasmia. Segundo pesquisadores do ProSex, instituição de pesquisas sexuais da USP, mais de 26% das brasileiras não conseguem alcançar o clímax.

Na maior parte das vezes, isso ocorre falta de conhecimento do próprio corpo. Existem também aquelas que apresentam fatores psicológicos interferindo diretamente no desempenho sexual. Diante disso, a ginástica íntima entra em ação para trabalhar as terminações nervosas, fazendo o que chamamos de exercícios do assoalho pélvico.

Isso significa que a mulher assume controle de sua área genital, contraindo quando quiser a musculatura, aumentando a fricção entre os órgãos feminino e masculino e, consequentemente, ampliando o prazer para o casal. Para curtir ainda mais, basta unir com uma massagem erótica e outras formas de apimentar a relação e pronto!

Os movimentos do pompoarismo trazem benefícios para que a mulher sinta mais prazer durante a relação sexual. Ao controlar sua musculatura, ela se sente mais segura, pois sabe que também está aumentando o prazer do seu parceiro. Com isso, ela também consegue vencer obstáculos — soltando-se mais na cama — e faz com que o orgasmo seja mais facilmente alcançado.

O primeiro passo é sempre identificar se existe alguma barreira em seu organismo ou pensamento. Buscar conhecer a si mesma e ao seu companheiro, entender os desejos de cada um e desenvolver formas para atingir o máximo de prazer possível em cada momento! Depois, basta aprender as técnicas para fortalecer os músculos da área genital e aprimorar essas formas de alcançar o orgasmo, sozinha ou acompanhada!

Aumentar o prazer e não sentir dor durante o sexo

O ato sexual pode causar dor? Muitas mulheres dizem que sim. No Brasil, são mais de 17% informando sobre sensações dolorosas na relação. Considerando que há muito tabu envolvendo o assunto, o número real deve ser bem maior. Além disso, entre as mulheres que não chegam ao clímax, 74,3% contam que a dor impede de alcançar o orgasmo durante o sexo.

Há duas possíveis causas para a dor da mulher nesses casos. A Dispareunia, que ocorre na área genital durante o sexo ou em outros momentos. Ela pode estar associada a falta de lubrificação e outros fatores. E o Vaginismo, que consiste na contração involuntária da musculatura, deixando a região tensa e causando dor na hora da penetração, principalmente.

Esses problemas podem ser ocasionados por disfunções fisiológicas. Mas, em maior parte, são de origem psicológica. A mulher, por vergonha, medo, traumas ou estresse, “trava” o músculo na hora da relação e não consegue ser penetrada.

Um dos benefícios sexuais do pompoarismo é conseguir ter contrações voluntárias. Com isso, a mulher assume controle sobre seu músculo e deixa de travá-lo inconscientemente. Além disso, como os movimentos são prazerosos e podem ser iniciados até mesmo antes de começar o sexo — durante o jantar ou a sessão de cinema, por exemplo, e até enquanto estiver fazendo sexo oral nele — a mulher estará mais relaxada e lubrificada, o que certamente evitará qualquer problema que cause a dor.

Os movimentos do pompoarismo auxiliam a mulher a ter controle de suas contrações para, dessa forma, não desenvolver a tensão, que tanto atrapalha. Com isso, ela aumenta sua sensação de prazer e evita tensões que possam ocasionar dor. Unir isso a bom humor, palavras picantes, posições do Kama Sutra e outras coisas mais, com certeza, tornará o sexo ainda melhor!
Ter orgasmos múltiplos e mais intensos

Mais um dos benefícios sexuais do pompoarismo: intensificar o orgasmo feminino e levar ao clímax, mais vezes e em menos tempo. Esse é o famoso estado de orgasmos múltiplos, muitas vezes não falado por vergonha ou tabu.

Fato é que a mulher está mais propensa a sentir esse tipo de prazer que o homem, ainda que muitos deles já tenham relatado conseguir alcançar diversos orgasmos sem intervalo entre um e outro, com e sem ejaculação. Contudo, é no universo feminino que tudo fica mais fácil — inclusive para proporcionar esse momento para ele também.

Para conseguir isso, é preciso conhecer mais ainda o próprio corpo e ter controle sobre a área pélvica. Por exemplo, você pode aprender e ensinar seu parceiro a estimular o clitóris, o que vai ajudar bastante. Além disso, os movimentos do pompoarismo, nesse sentido, servem não apenas para contrair, mas para relaxar a região logo após o primeiro orgasmo, por exemplo, fazendo com possa ser novamente estimulada e, assim, conseguir ter outros orgasmos em seguida.

Outro fator que proporciona os orgasmos múltiplos é estar muito excitada, uma vez que houve ótimas preliminares e uma relação sexual bombástica usando as técnicas da ginástica íntima. Tudo isso eleva o prazer feminino, ampliando as chances de se ter mais de um clímax em uma só tacada.

Agora, imagine alcançar um prazer intenso e orgasmos múltiplos para você e seu parceiro? Aproveite os benefícios sexuais do pompoarismo para elevar a excitação e trazer a chance de diversos orgasmos, um após o outro.

Retardar a ejaculação do parceiro com movimentos do pompoarismo

Muito se fala em retardar a ejaculação quanto ela é precoce. Porém, é possível prolongar o prazer tanto nosso quanto do parceiro ao manter a ereção por mais tempo. E isso acontece quando usamos as técnicas da ginástica íntima a nosso favor.

Os movimentos do pompoarismo trazem maior força à musculatura da vagina e do períneo. Assim, é possível, além de aumentar a fricção, fazer um “anel” na base do pênis. Esse tipo de pressão retarda a ejaculação masculina, proporcionando mais prazer e, além disso, aumentando a sensação durante o orgasmo dele — e o nosso.

Imagine a situação: quando ele estiver prestes a gozar, você relaxa a musculatura e pede para ele parar os movimentos. Depois, reinicia-se o processo e você consegue comprimir a base do pênis. Com isso, ele vai demorar mais e ambos poderão aproveitar todos esses momentos do ato sexual. Além disso, com o aumento da excitação, o orgasmo costuma ser bem mais intenso. Ou seja: há benefícios sexuais do pompoarismo tanto para a mulher quanto para o homem.

Vale dizer que a conversa e a troca de informações em um relacionamento saudável também contribuem muito para que tudo fique perfeito. Unir o pompoarismo ao diálogo, principalmente em casos em que o homem tenha ejaculação precoce, poderá melhorar o bem-estar e a vida sexual do casal. Ele poderá inclusive entender melhor como funciona o próprio corpo e o seu, ampliando o prazer em todos os sentidos.

Fazer exercícios de pompoarismo diariamente fortalece a musculatura da mulher. Com isso, ela pode exercer pressão na base do pênis de seu parceiro, retardando a ejaculação e levando o sexo a um outro patamar de prazer.
Quanto mais falarmos sobre os benefícios sexuais do pompoarismo, melhor será o sexo. E não apenas o ato em si, mas nós mulheres temos diversas outras vantagens com a prática da ginástica íntima, como:

vencer o pudor e a timidez;
elevar a autoestima;
melhorar o relacionamento;
aumentar o nível de substâncias em nosso organismo que geram bem-estar, como a serotonina;
e muitos outros benefícios para a saúde.
E por falar em saúde, fique ligada aqui no blog porque será o nosso próximo post, viu? Abordaremos os benefícios do pompoarismo especificamente para o bem-estar, indicando como ele traz vantagens para o corpo, a psique e o nosso emocional.

Movimentos do pompoarismo: aprenda tudo o que você pode fazer!

Pronta para aprender tudo sobre os movimentos do pompoarismo? Se você faz exercícios na academia, deve estar familiarizada com termos como flexão, agachamento, rosca direta, remada simples, entre outros, certo? Essa é a lógica de cada modalidade de exercício: ter movimentos próprios e que trabalham locais, musculaturas e funções específicas do nosso corpo. No pompoarismo, isso não é diferente!

Quem acha que a ginástica íntima se limita apenas à contração do canal da vagina, está muito enganado e, acreditar nisso seria o mesmo que ir para a academia e só fazer esteira, mas esperar que toda a musculatura do corpo fique definida e tonificada.
É claro que, assim como a esteira na academia, a contração é de extrema importância no fortalecimento da musculatura da vagina, mas essa não é a única série de movimentos do pompoarismo para ser praticada.

Ficou curiosa e com uma pulga atrás da orelha para descobrir o que a musculatura vaginal é capaz? Então vamos falar sobre quais são os outros movimentos do pompoarismo para conseguir alcançar os benefícios da ginástica íntima abordando os seguintes tópicos:

– Pomparismo com ou sem acessórios?
– Os principais movimentos do pompoarismo
– Qual a frequência ideal para os exercícios

A ideia é que você descubra possibilidades e movimentos do pompoarismo que não imagina ser capaz de realizar, mas que vão fazer toda a diferença na sua autoestima, desempenho e prazer na cama.

Pompoarismo com ou sem acessórios?

Se você é nova na prática, ou ainda está pensando em se tornar adepta das maravilhas que a ginástica íntima pode proporcionar, é comum surgir a dúvida sobre fazer os exercícios do pompoarismo com ou sem os acessórios. Eu costumo dizer que uma prática não impede a outra, e ambas são importantes para atingir os resultados desejados.

A questão é que, o pompoarismo sem acessórios acaba sendo mais lento nos resultados obtidos, mas fazem parte de uma fase importante, principalmente quando a mulher está começando a se interessar pela ginástica íntima.

Para você entender melhor, eu gosto sempre de fazer a comparação com a musculação, que é uma atividade comum no dia a dia de quem se preocupa com a saúde e o corpo. Quando o professor indica exercícios que usam o próprio corpo, os resultados são mais lentos, porque exigem menos esforço do que as séries com cargas e pesos, que vão aumentando conforme o tempo, certo?
Na ginástica íntima, essa lógica funciona da mesma forma. Na medida em que a mulher vai ganhando mais controle da musculatura, é possível usar alguns acessórios que exigem um pouco mais dos movimentos do pompoarismo.

Identificando a musculatura vaginal

Antes de descobrir os principais movimentos do pompoarismo, é preciso conhecer a musculatura responsável por todo o poder dado às mulheres quando adotam a ginástica íntima.

Podemos dividir a musculatura da nossa vagina em três partes, conhecidos como anéis vaginais.
O primeiro anel, localizado bem na entrada da vagina, é, literalmente, a “porta da felicidade”. É ele quem comanda o que e quando entra algo no canal. Você pode identificá-lo sentando sobre a palma da mão, sentindo o períneo se movimentar, o músculo que divide o ânus da vagina.

O segundo anel fica dentro do canal, e você pode identificá-lo fazendo o seguinte exercício: fique em pé e faça um movimento como se fosse segurar a urina. O local de contração, sem que o períneo se mova, é o segundo anel.

O terceiro, e último, anel vaginal é, também, o mais profundo do canal, e, para descobrir onde ele fica, deve deitar com a barriga pra cima e esvaziar o ar do baixo ventre. Você vai senti-lo na parte inferior da barriga.

Tendo feito esses exercícios para identificar cada anel, é hora de descobrir quais são os movimentos do pompoarismo que os envolvem e que garantem ainda mais prazer e outros benefícios para a saúde feminina.

Os principais movimentos do pompoarismo

Como vimos, ambas as práticas da ginástica íntima, com ou sem acessórios, são importantes, por isso, eu preparei uma lista com os principais movimentos do pompoarismo para você começar a descobrir os poderes escondidos na musculatura da nossa amiguinha.

#1 Chupitar

Se você já teve filho, ou convive com crianças na família, deve saber como os bebês fazem para conseguir ficar com a chupeta na boca, certo?

É exatamente essa a lógica desses movimentos do pompoarismo. Contrair a musculatura para provocar um efeito de sucção no pênis do parceiro.

#2 Ordenhar

A ideia é usar os três anéis vaginais nesses movimentos do pompoarismo. Contraindo um a um, em sequência, você vai causar um efeito de compressão no parceiro, que é extremamente estimulante, e funciona como uma verdadeira massagem, da base até a cabeça do pênis.

#3 Sugar

Aquele velho pedido de colocar “só a cabecinha” nunca mais vai ser o mesmo depois desses movimentos do pompoarismo. A ideia é, literalmente, sugar a cabeça do pênis para dentro do canal vaginal, usando apenas a força da musculatura.

#4 Travar

Esse é um dos movimentos do pompoarismo que dão mais poder às mulheres na hora “H”. Com o fortalecimento da musculatura dos anéis, é possível impedir que o homem tire o pênis da vagina, apenas pela contração exercida sobre ele.
E eu não preciso explicar o quanto isso pode ser excitante, e, ao mesmo tempo, instigante para o homem durante o sexo, não é mesmo?

#5 Expulsar

A ideia, aqui, é a contrária da anterior. No movimento de expulsar, a mulher consegue fechar o canal pela contração, fazendo com que só a glande do pênis fique dentro da vagina. Ou seja, esse é mais um dos movimentos do pompoarismo que reafirmam que quem manda “lá” somos nós!

#6 Estrangular

Pode parecer um termo violento para movimentos do pompoarismo, mas a ideia é exatamente essa: exercer pressão no pênis do parceiro, da glande à base, a fim de impedir a ejaculação.

Qual a frequência ideal para os exercícios do pompoarismo?

Agora que já falamos sobre o poder dos movimentos do pompoarismo, é hora de saber qual a frequência dos exercícios para que os resultados possam ser percebidos e para que você consiga colocá-los em prática na hora H.

Assim como qualquer outro exercício, o aprimoramento só vem com tempo, dedicação, autoconhecimento e, claro, exercício. Por isso, procure, em primeiro lugar, identificar todos os anéis vaginais e como ativar a musculatura de cada um deles com os movimentos de contração.
Depois, você pode começar a fazer os exercícios para melhorar o controle sobre cada um, diariamente, com 2 ou 3 repetições em momentos diferentes. Depois das primeiras experiências com os exercícios iniciais, é hora de partir para os acessórios, que vão fazer toda a diferença nos movimentos do pompoarismo.

E então, você já conhecia todos esses poderes da musculatura da vagina? Já praticou algum desses movimentos do pompoarismo? Escreva pra gente contando a sua experiência nos comentários.

Posted on

7 COISAS PARA SABER ANTES DE COMPRAR UM PRODUTO ERÓTICO

Brinquedos sexuais não são somente mais uma experiência diferente no sexo. Mais pessoas estão descobrindo os benefícios que eles podem trazer para suas vidas sexuais, independentemente do status de relacionamento ou preferências sexuais. Mas, embora possa não ser sexy falar disto, tais objetos precisam ser escolhidos e tratados com cuidado.

O sexo e o relacionamento exercem papéis importantes na vida das pessoas, e é muito importante explicar como introduzir e usar um acessório erótico novo com segurança. Fazer as escolhas certas e pensar sobre a sua saúde não só irá mantê-lo seguro, mas maximizar o seu prazer.

Aqui estão as dicas importantes:

1. Preferência pessoal

O que é bom para uma pessoa não necessariamente vai ser tão incrível assim para outra – algumas pessoas têm alergias (como com o látex) e outras precisam evitar o ftalatos – plastificantes químicos que têm sido amplamente utilizados desde a década de 1950 para suavizar plásticos que de outra forma seria quebradiço e racharia quando envergado, mas que provoca infertilidade.

Sempre verifique as informações na embalagem quando você está comprando um brinquedo sexual para se certificar de que é seguro para você. Todos os bons produtos ​​terão informações da composição e maiores detalhes sobre o produto.

Qualquer material seguro, como silicone ou plástico ABS, pvc, ou látex deve ser ok para a inserção corporal. Se, no entanto, tiver qualquer desconforto ou reação alérgica, pare de utilizar imediatamente e, se o problema persistir, procure aconselhamento médico.

2. Comece simples

Se você é novato no uso de sextoys, não escolha o brinquedo mais intimidante (maior, mais caro, mais hightech) da loja. Comece com os pequenos, mais simples e fáceis de manipular, você sempre pode trabalhar seu caminho até acessórios mais avançados e sofisticados. No mundo dos brinquedos sexuais, lenta e constantemente se experimenta grandes prazeres. É o caminho natural do conhecimento do seu corpo e do empoderamento sexual. Se você não respeitar esta dica as chances de escolher errado são grandes.

3. Pense limpo

Os brinquedos sexuais devem ser limpos antes e depois de cada uso para garantir que fiquem livres de poeira e sujeira e absolutamente higiênico. Você pode comprar higienizador especifico para acessórios que são ótimos para limpeza. Não use lenços de bebê.

O líquido de limpeza do acessório é barato e deve ser usado com água morna (se o brinquedo é impermeável e permite). Vale a pena notar que alguns acessórios sexuais devem ser limpos de uma determinada maneira e que os usuários devem sempre ler as instruções cuidadosamente antes de usar, na dúvida consulte o vendedor.

Lembrar:

  • Retirar as pilhas e vedar bem os compartimentos da bateria antes de limpar
  • Deixar seus brinquedos sexuais secar completamente (colocado em papel toalha é o ideal), ou secar com uma toalha limpa sem fiapos
  • NÃO guarde seus brinquedos sexuais antes que estarem totalmente secos
  • NÃO deixe seus brinquedos sexuais em um aquecedor ou ao lado de uma fonte de calor para secar

4. Considere o armazenamento

Você precisa ter cuidado ao armazenar produtos eróticos.  Eles podem ser bastante “reativos” quando colocado ao lado de determinados materiais ou se opor quimicamente a outros. Se você misturar seus brinquedos sexuais (especialmente de silicone, borracha, látex, cyberskin e jelly), você pode descobrir logo que eles começam a derreter ou ficar ligeiramente disformes. Portanto, armazene seus brinquedos sexuais separadamente se você não quiser ter uma surpresa desagradável. Um monte de produtos eróticos de luxo agora vem com suas próprias bolsas e caixas especiais, permitindo que você os armazene individualmente.

Você pode comprar também almofadas, bichinhos e sacos de armazenamento por tão pouco ou simplesmente usar uma caixa de papelão, envelope ou até mesmo uma meia para garantir que os materiais não se toquem.

5. Esteja aberto com seu parceiro

É melhor ser aberto, honesto e direto com seu parceiro (a) sobre o uso de acessórios sexuais e qualquer desejo particular que você tenha.

Aborde o assunto de uma forma casual fora do quarto. Mencione que você viu recentemente um “produtinho sexual” para venda com sua consultora de maquiagem ou lingerie e como ela fez você rir. A julgar pela reação de seu parceiro, você saberá imediatamente se dá para ir adiante com esta história (estou torcendo para que sim!). Ao manter uma conversa leve e quase jovial, você pode facilmente dispersar qualquer tensão e será mais fácil avaliar o que ele (a) pensa da idéia.

6. A comunicação é fundamental

A parte mais importante do uso de brinquedos sexuais juntos é para se comunicar, ampliar o dialogo e repertório sexual.

Experimente usar vibradores em todas as partes do corpo e se começar a estimular um ponto de prazer em particular – deixe seu parceiro (a) saber que ali é sua nova zona erógena favorita! Se em algum momento você começar a se sentir entorpecido ou desconfortável, fale – seu parceiro (a) não saberá a menos que você DIGA!

7. Segurança em primeiro lugar

Sempre use apenas o brinquedo sexual para a finalidade para a qual foi projetado. A segurança é a primeira consideração do bom fabricante de produto erótico, tanto para acessórios, quanto cosméticos, mas os problemas podem ocasionalmente ocorrer se você ignorar as instruções.

Um bullet não serve para introduzir no ânus, por exemplo, alias nenhum vibrador sem base de segurança serve para esta finalidade. Maior que 17 cm pode inclusive perfurar o intestino.

E o mais importante, use preservativo, além de aumentar a vida útil do seu acessório, garantirá a melhor higiene dele e preservará sua saúde.

 

Fonte: ABEME Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico Sensual

Posted on

AUTO ESTIMA

– Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome… Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é…Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de… Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é… Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável… Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama… Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é… Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a… Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é… Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é… Saber viver !’

Posted on

POMPOARISMO

Exercício vaginal: bom para a saúde e para a vida sexual

Com o verão chegando, a mulherada toda corre para se inscrever na academia e tentar recuperar a forma para ficar mais à vontade de biquíni na praia, não é mesmo? O que muitas nem pensam, entretanto, é que não são só os músculos que todo mundo consegue ver que precisam ser treinados para ficar em forma. Você também precisa treinar os músculos íntimos, fazendo exercício vaginal!

Se aquela nuvenzinha do preconceito já parou em cima da sua cabeça, para tudo! Vale a pena ler esse artigo que escrevi sobre ginástica íntima antes de formar qualquer opinião sobre o tema. Aceita o desafio? Então boa leitura!

Neste conteúdo, vou falar um pouco mais sobre um dos temas que mais vejo questionamento, o exercício vaginal. Para isso, vou abordar os seguintes tópicos:

-O que é exercício vaginal?
-O exercício vaginal e o sexo
-Como o exercício vaginal melhora sua saúde
-Fazer um curso de pompoarismo é bom para você?

Depois que terminar essa leitura, tenho certeza de que você vai entender melhor a importância dessa prática para sua saúde, para sua vida sexual e para sua autoestima.

O que é exercício vaginal?
Para começar, vamos falar o que significa, afinal, esse tal de exercício vaginal? Também conhecido como ginástica íntima, pompoarismo, exercício de Kegel, e outros termos, ele nada mais é do que do que o conjunto de práticas que fortalecem o assoalho pélvico.
São esses exercícios que garantem que seus músculos da região vaginal permaneçam fortes ao longo dos anos, evitando que se tornem flácidos, trazendo uma série de benefícios para seu corpo e para seu bem-estar.
A ginástica íntima é baseada na contração e no relaxamento desses músculos, podendo ser praticada nas mais diversas situações: enquanto dirige, assiste televisão, toma banho, na relação sexual… Ela pode ser feita tanto sem o uso de acessórios quanto com as famosas bolinhas tailandesas e outros objetos criados especificamente para esta prática.

A musculatura vaginal é igual à de qualquer outra parte do corpo. Precisa ser treinada para estar sempre forte, caso contrário fica flácida. Ou seja, se você não pratica pompoarismo, vai acabar perdendo a força dos músculos da região vaginal ao longo do tempo, o que pode prejudicar sua saúde de diversas formas.

O exercício vaginal e o sexo
Não dá para negar, um dos principais benefícios da prática do exercício vaginal é a melhora na vida sexual. São várias as vantagens com as quais as mulheres pompoaristas passam a conviver em sua rotina sexual, conheça as principais delas:
Aumento da lubrificação vaginal;
Maior capacidade de proporcionar e de sentir prazer;
Possibilidade de ter múltiplos orgasmos durante a relação sexual;
Facilidade de chegar ao orgasmo e intensidade do prazer.
A grande mudança na vida das mulheres que aderem ao pompoarismo é que para elas e seus parceiros o sexo deixa de ser um simples “entra e sai”. Com o fortalecimento dos músculos da vagina, você consegue proporcionar e sentir sensações únicas ao apertar e envolver o pênis durante a penetração.
Não é por acaso que as mulheres que são adeptas do exercício vaginal se tornam diferenciadas. Por conseguirem levar os homens à loucura com facilidade, elas se tornam desejadas e disputadas. Na minha opinião, o mais importante disso tudo, porém, é a contribuição para a autoestima.
É importante salientar, ainda, que a ginástica íntima é uma excelente terapia para aquelas mulheres que enfrentam dificuldades em atingir o orgasmo, tanto por questões fisiológicas quanto psicológicas. O pompoarismo permite que elas conheçam melhor o próprio corpo e sua força como mulher!

A autoestima das mulheres que praticam exercício vaginal costuma estar sempre lá em cima. A facilidade de dar e sentir prazer as torna muito mais confiantes e poderosas!

Como o exercício vaginal melhora sua saúde
Mas não é só na relação sexual que o exercício vaginal pode trazer benefícios para você. Pelo contrário, se você é preocupada com sua saúde, só tem a ganhar ao praticar a ginástica íntima.
Muitas mulheres, inclusive, não sabem, mas possivelmente serão orientadas por seus médicos algum dia a se exercitar dessa forma. O motivo é que torna-se cada vez mais consenso entre a comunidade médica de que é muito mais saudável fazer pompoarismo desde cedo do que precisar fazer cirurgias no futuro para fortalecer o assoalho pélvico.

Veja algumas contribuições importantes que o exercício vaginal pode trazer para a sua saúde:

-Diminuição de dores causadas por cólica menstrual;
-Redução do período menstrual;
-Preparação para as mulheres que desejam ter parto normal, ajudando-as a saber como fazer a força certa, na hora certa;
-Melhor recuperação pós parto normal;
-Prevenção da flacidez vaginal, que pode ser causada após partos naturais;
-Prevenção de infecções vaginais e urinárias, pelo aumento da circulação sanguínea na região;
-Melhora do funcionamento do intestino;
-Prevenção contra a bexiga “solta” ou “caída”, que leva à incontinência urinária;
-Diminuição dos sintomas da menopausa, como o ressecamento vaginal.

Viu só? O exercício vaginal traz benefícios à sua saúde durante toda sua vida, desde a primeira menstruação até à menopausa. Por isso, recomendo que ela seja pratica por todas, sem preconceito e sem medo!

O pompoarismo deve ser praticado por todas as mulheres que desejam ter saúde nas diferentes fases da vida. Ele nos ajuda a lidar com desafios importantes do universo feminino, preservando nossa saúde e possibilitando uma melhor relação com o prazer!

Toda mulher deve fazer pompoarismo na vida, ele garante que você tenha saúde a vida toda, além de satisfação sexual. Exercício vaginal é cuidado com você mesma, não apenas uma forma de melhorar seu desempenho na cama. Cuide-se!

Posted on

COQUETISMO

COQUETISMO VOCÊ CONHECE ESSA TÉCNICA?
Amiga linda, que atire a primeira pedra a mulher que disser que nunca fez uma loucura para conquistar um homem. Nós acabamos ficando tão focadas no resultado que sonhamos que a gente acaba se perdendo e fazendo algumas coisinhas que a gente sabe que vão vir nos perturbar no dia seguinte, não é mesmo?
Mandamos aquela mensagem apaixonada antes da hora, enviamos fotos comprometedoras, ficamos muito em cima etc. Isso tudo acontece porque nós nos esquecemos — ou, muitas vezes, nem conhecemos — a única regra importante no jogo da conquista: sempre lembrar de ser uma coquete.
O coquetismo é uma palavra que tem a sua origem na França e que pode ter diversos significados, como, por exemplo, alguém inconstante, confusa, volúvel etc. O significado que mais nos importa aqui é o seguinte: uma pessoa que causa fascínio.
Isso mesmo, amiga linda, se você apostar e batalhar para se tornar uma coquete, vai ser alguém que fascina os homens.
O que é o coquetismo?
É claro que todas nós temos os nossos traços particulares que se mostram no jogo da conquista e que acabam deixando tudo mais especial, e eles nunca podem ser deixados de lado. Mas, para finalmente garantir que você vai fazer com o que o cara que você quer se apaixone por você, você precisa aprender mais sobre o coquetismo.
O coquetismo não é apenas um daqueles joguinhos de conquista que se tornaram lendas urbanas, ditando que a mulher tem que ser difícil, nunca transar na primeira noite, não responder mensagens rápido demais, sempre estar distante, essas coisas.
O coquetismo é uma estratégia, uma tática incrível que, além de te dar o poder de conquistar homens, vai te fazer uma mulher poderosíssima. Você deve entender que tem que atrair o homem com promessas de recompensas, retardando o processo da conquista.
Não entendeu? Bom, é o seguinte: você vai fazer com que ele te queira, com que ele te espere, vai dar esperanças e depois tirar. Quanto mais ele ficar intrigado, com vontade e dúvidas, mais vai ser impossível para ele te tirar da cabeça, e é assim que eles se apaixonam.
Como me tornar uma coquete?
Agora que você já entende mais sobre a estratégia do coquetismo, precisa saber quais são as características que fazem de uma mulher uma linda coquete. Pode parecer complicado mas, acredite, você já tem todas elas em você, só precisa de um empurrãozinho para fazer com que essas características apareçam mais.
Seja misteriosa
Desde quando a história pode se lembrar, homens são fascinados por mistérios. Seja o desconhecido ou uma lenda, eles sempre correram atrás das novas respostas que algo misterioso pode dar pra eles. Então, imagina só, o que uma mulher misteriosa é capaz de fazer com a cabeça de um homem.
Tente não entregar todos os pontos de uma vez, mostre quem você é, mas deixe-o sempre aguardando por mais respostas, tentando te entender. Isso vai fazer com que o interesse dele por você nunca diminua. Você vai ter em você um tesouro escondido — e ele, com certeza, vai fazer de tudo para achar.
Faça com que ele fique confuso
Se você tiver sucesso em se tornar misteriosa, já vai ser um grande passo para deixar o cara confuso. Mas, afinal, por que você ia querer isso, certo?
Pense assim: você é uma mulher misteriosa e ele já está interessado, mas ele não pode ter total certeza de que você está igualmente interessada, pois, dessa forma, o jogo já estaria ganho — por ele.
Esse jogo é seu e você tem que fazer ele se questionar sobre os seus desejos, ou seja, demonstre interesse mas depois fique um pouco distante. Faça ele duvidar sobre a sua habilidade de conquista e ele vai batalhar por você até o final.
Seduza-o sempre
A arte da sedução é uma das coisas mais lindas e curiosas do mundo e as mulheres têm o dom especial de dominá-la, quando querem. Seduza o seu amor o tempo todo. Diga coisas intrigantes, faça ele pensar loucuras sobre você. Tenha classe e saiba que você é superior, que você pode ter qualquer homem que você quiser. Se mostre confiante, tranquila e esteja sempre linda.
A partir do momento em que você abraçar esses pensamentos, o cara vai olhar para você e vai desejar nunca mais parar de te admirar novamente. Saiba que a partir dai, ele já é praticamente seu, pois o jogo está muito perto de ser ganho e você já pode se considerar uma coquete.
Seja simpática e doce
Esta dica pode parecer boba para você logo de cara, mas, na verdade, é a mais crucial de todas. Muitas mulheres têm sucesso em serem misteriosas, confiantes e sedutoras, mas acabam escorregando em um detalhe muito importante: deixam o homem desconfiar que não estão no controle.
O ego dos homens é algo interessante, curioso e muito, muito frágil. Nós, mulheres, sabemos que podemos ser muito fortes, que devemos dominar as coisas e correr atrás do que nos queremos, mas o seu amor simplesmente não pode saber disso. Qualquer sinal de ameça pode atrapalhar a sua estratégia e diminuir muito o interesse dele por você. Para evitar que isso aconteça, seja simpática e faça tudo com doçura. A delicadeza vai mascarar qualquer sinal que poderia mostrar que você é quem está ganhando ele — e não o contrário.
O que mais eu preciso fazer?
Agora, você já conhece as principais táticas sobre como se tornar uma coquete e entende a arte conquista. Se você se mantiver segura de si, confiante na sua estratégia e forte, nenhum homem vai ser capaz de resistir a você, ou ao seu mistério e sedução. Isso eu te garanto, amiga linda! Apenas lembre-se das dicas básicas: não seja grudenta, ciumenta e seja sempre doce. Assim, não tem erro algum!
‪#‎DICAS‬ ‪#‎BoutiqueAmorESexo‬ ‪#‎coquetismo‬ ‪#‎aartedasedução‬ ‪#‎setornarirresistivel‬

Posted on

COMO ARRASAR NO SEXO ORAL COM SUA PARCEIRA???

COMO ARRASAR NO SEXO ORAL COM SUA PARCEIRA???
(Dicas de uma mulher)
(Homens, leiam, vcs não vão se arrepender)
Muito homem diz que sabe fazer uma mulher subir pelas paredes, que arrasa na cama, que “faz e acontece”, mas quando chega a vez dela ser estimulada e receber o sexo oral, pula essa etapa e vai logo para os ‘finalmente’, ou então acaba brincando de “gato tomando água” e acha que está abafando! Dá vontade de chegar perto dele e falar baixinho no ouvido “Querido, você acha que isso é sexo oral?”.
Depois acontece aquelas trepadas meia boca e ele não sabe por que as mulheres arrumam mil e doze desculpas para sair outra vez com o individuo. Posso estar enganada, mas ainda não conheci nenhuma mulher que não goste dessa “modalidade” e que não valorize quem sabe fazer o serviço bem feito.
Se vc pensa que seu ponto forte é tão somente “sua pegada”, seu membro gostoso ou seu corpo definido é porque não perguntou a uma mulher o que ela gosta de verdade.
Mulher nenhuma esquece um bom sexo oral.
Uma chupada bem feita é um ótimo cartão de visitas! Mesmo que a relação um dia não renda uma história, com certeza vai lhe render muita fama entre as mulheres. Então, vem a pergunta: “Como arrasar num sexo oral”?
Desculpem o trocadilho, mas é só metendo a cara para saber. Esqueça as regras prontas e básicas que todo homem acha que sabe. Nada melhor do que uma mulher para esses toques, não é?
Confira algumas dicas para mandar bem no sexo oral com ela.
Ter Vontade
Eis um item que separa os meninos dos homens: saber dar prazer a uma mulher.
Para isso vc precisa de muita dedicação, tesão e principalmente a vontade de chupar, expressa em todos os seus poros.
Para começo de conversa, vamos usar a lógica: faça sexo oral da mesma forma que gosta de receber.Homem gosta de mulher de atitude, que admire seu sexo feito obra de arte, que faça com extrema vontade, que olhe nos olhos, que chupe até o fim, não é? Com uma mulher é a mesma coisa.
Uma das coisas mais desanimadoras para uma mulher é ver que o parceiro esta com má vontade.
Acha que uma mulher não percebe quando vc não esta a fim da tarefa? Fica escrito na sua testa!
A vagina é uma região úmida, logo vai produzir secreções. Vc vai ter que se lambuzar por lá, meu caro! Se ficar com ‘nojinho’ e der lambidas pra fazer de conta que cumpriu seu papel, então melhor nem começar. pior que não fazer, é fazer muito mal feito. Isso gera revolta feminina, alias em todo os assuntos. ‪#‎ficaadica‬
Provoque até ela implorar
Aquele jeito mecânico de abrir as pernas e meter a cara só se o tesão estiver em altíssimo grau. Faça um pequeno jogo antes de chegar direto ao ponto. Mas não esqueça de demonstrar que isso é só um joguinho e que vc a chupará de qualquer jeito. Mulher gosta disso. Escuta o que eu digo! Esfregue os dedos por cima da calcinha, ora de leve, ora com pressão, beije-a até sentir o tecido molhado. Palavras picantes e gestos mais ousados com certeza irão acrescentar muito nesse momento.
A mente se excita primeiro que o corpo, então use isso a seu favor: provoque-a de todas as formas! Olhe para ela com cara de cafajeste, pergunte se ela quer e faça-a pedir sua língua. Se eu fosse vc, ia ser ainda mais maldoso ainda: iria atiçar tanto, tanto, tanto… Até ela implorar!!! De pernas abertas!!!
Seja um exímio explorador
resolvi ilustrar este texto para mostrar a muitos cidadãos por ai que desconhecem a área genital de uma mulher. Pode parecer primário, mas tem muitos homens que não sabe nem o que é clitóris. Preste atenção no que vou dizer: Vou ser bem didática. O que fazer nessas áreas?
-Lábios maiores: área de grande concentração de prazer. Use muito a sua boca e abuse da língua.
-Lábios menores: área sensível a chupadas. Pode seguir em frente!
-Uretra: esquece essa parte. Não use os dentes, “pelamordedeus”!
-Ânus: ao ser estimulado, desperta novas sensações e prazeres. quem sabe até prepare ela para um futuro sexo anal. Vale a pena investir nessa região.
-Clitóris: O Segredo! O Baú do Tesouro! A Chave do Paraíso! Não esqueça disso!!! Jamais!!!!
-Vagina: use os dedos, língua… surpreenda-a.
Quando chegar ao seu “local de trabalho” passe a língua suavemente, entendeu, suavemente… por toda a região, como se estivesse explorando. Não tenha pressa, alias o momento não tem hora pra acabar… Evite a língua dura – seu pau precisa estar duro, a língua não.
Seu objetivo agora é fazer essa mulher subir pelas paredes. Comece a beijar os grandes lábios como se fosse beijar a boca (saco a coincidência dos nomes). A sensação de um beijo desse tipo é o começo de tudo!
Faça movimentos circulares com a ponta da língua nos lábios menores. ah, dica, língua muito molhada tah?
Nós temos o clitóris. Para quem não sabe o clitóris é uma saliência na região superior da vagina, com milhares de terminações nervosa e com um único objetivo: dar prazer a mulher. Se vc quiser mandar bem no oral, tem que atingir nessa área. Ali está o segredo. Com os dedos, afaste os grandes lábios e encontre-o com mais facilidade. Essa técnica é legal, porque quanto mais vc afasta apele, mais o clitóris fica exposto e com isso, mais sensível e propício ao prazer. Passe a língua pelo alvo, seja imprevisíveis nas lambidas. Isso vai deixar ela na expectativa da próxima lambida, agora qndo ela estiver quase lá, fixe num só movimento suave e prazeroso.
Só não fique achando que sexo oral é só enfiar a língua na vagina e chupar o clitóris, explore também a região externa, como vulva, ânus e até a parte interna das coxas…
Não vá com força, vá com jeito.
Aos desavisados de plantão, região feminina é muito sensível e um movimento bruto pode causar dor e não prazer.
Quanto à sucção, tem que ser leve e suave, algumas mulheres até aceitarão uma pegada mais forte, mas ela pedirá, caso contrário ouse da sutileza.
O ideal é observar sempre os movimentos da sua presa, prestando atenção nos movimentos que arranca mais gemidos  e mordidas na fronha.
Habilidade com os dedos
Homem tem que saber usar os dedos!
Convenhamos, eles são complementos fundamentais no sexo oral! enquanto vc trabalha o clitóris com a língua, brinque com os dedos em sua vagina. Ou vice versa.
Ponto G
Quer levar ela de vez a loucura?
Então busque o Ponto G com seus dedos durante o sexo oral. Não importa se vc vai encontrar ou não, mas só o fato de vc tentar, vai arrancar altos gemidos, com certeza!
Vamos lá, nossa o que ouço de homem me perguntado onde está o tão secreto Ponto G?!
(Se vc passar o dedo no céu da sua boca, vai sentir ondulações, certo? O Ponto G é logo na entrada do canal vaginal, na parede em cima, com as mesmas ondulações)
Enquanto estiver brincando, dentro dela, introduza o dedo cerca de 4 centímetros dentro do canal vaginal. Estimule essa região com toques de pequenas e médias pressões. De preferencia gire o dedo como se estivesse fazendo um circulo dentro da vagina e ao mesmo tempo abra os grandes lábios, expondo o clitóris. E chupe com vontade!!! Além de acelerar o orgasmo, o conjunto DEDOS + PONTO G + CLITÓRIS + LÍNGUA = ORGASMO NA CERTA.
Volto a dizer, não seja brusco. Masturbar uma mulher não é o mesmo que se masturbar! Vc é homem, gosta de força, pressão e rapidez. Mulher, não ok???
Por favor, não pare!!!
Com certeza, ao chegar nesse estágio ela vai estar naquele “ponto sem volta”. Observe suas ações pelos gemidos dela. Quando mais frequentes, mais certo vc estará. A fase da exploração ficou pra trás há muito tempo, então tudo o que vc deve fazer agora é manter o ritmo. Nada de ficar mudando as técnicas ou fazendo altos e baixos na pressão.
Continue fazendo suas tarefas e não faça paradas bruscas, por favor! Essa é a chave do seu sucesso. É muito ruim quando vc está quase atingindo o orgasmo e o parceiro resolve ‘inovar’ logo nesse momento ou então para tudo, com essa ‘pérola’ -vc está gostando, querida? Aff, ninguém merece!!!!
Importante deixar claro um detalhe: depois de atingirem um orgasmo, muitas mulheres ficam com a região clitoriana bem sensível ou dá uma pausada no interesse do sexo. Por isso, vc pode aproveitar e partir para a ‘paulada’ quando as coisas estiverem bem quentes, logo após o orgasmo. Assim poderá se aproveitar do estado de excitação dela. Até porque a região que pode não querer mais o sexo oral é o clitóris, não o canal vaginal, então é lá, agora, que vc deve investir.
E depois que ela conseguir atingir o orgasmo, entra e fique à vontade… Logo ela terá orgasmos múltiplos!!!
Dicas extras
Se vc não se agrada com os sabores que uma vagina pode ter, ao invés de ficar reclamando por dentro, use a imaginação.
Pode alternar com géis comestíveis, cremes aromatizados ou até mesmo o Hall’s preto, que oferece a mesma sensação de frescor e novidade… Tem também as brincadeiras com chantilly, morangos, pêssegos (imagina esfregar metade de um pêssego em caldas naquela região?!!!) ou até regar esse momento com uma bebida. O sexo oral fica mais gostoso e ainda mais interessante se vc acrescentar um toque diferente.
Não falam tanto que o “detalhe é que faz a diferença”? Então faça direito, meu caro.
Aí sim, vc vai ter razão em bater no peito e dizer que sabe fazer uma mulher subir pelas paredes! Boa sorte, amigo! E arrase, viu? Nada menos que isso!!!!!!!

Posted on

PRODUTOS ERÓTICOS PODEM SALVAR CASAMENTOS

Sabe quando chega naquele papo de que sexo enjoa? Muito bem, é nessa hora que as mudanças têm que acontecer na cama para que o relacionamento não se desgaste e o pior não aconteça: procurar sexo com outro parceiro.

Vivemos numa era de liberdade de ação e de expressão, então que venha também a liberdade de transar da maneira que lhe dê tesão e com objetos que deixam qualquer recalcado (a) delirando de muito prazer. O sex shop é uma ótima vitrine para instigar as fantasias mais ousadas, ajudando a torná-las reais dentro de quatro paredes.
Os apetrechos vão desde gel que causam choque térmico – quem provou, super aprovou –, passam pelos lubrificantes – para uma transa mais caliente – e passeiam pelos brinquedinhos que estimulam os órgãos genitais masculino e feminino ao mesmo tempo, durante a penetração. Cordas, algemas, essências, óleos aromáticos, jogos eróticos são outros itens que podem mudar o rumo de uma relação desgastada e ajudar a recuperar o brilho perdido ao longo dos anos .
Para os envergonhados, existem as compras online. Dessa forma dá pra conhecer o lado bom de uma transa com brinquedinhos e garantir o anonimato.Inovar no sexo pode ser o que faltava para a reavivar relação, então, que tal tentar? Pode ser um prazer!